Alagoas

Casal obtém maior superavit financeiro em 58 anos de história

Redação TNH1 com Assessoria Casal | 04/06/20 - 17h39 - Atualizado em 04/06/20 - 17h44
Divulgação

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) divulgou nesta quinta-feira (04) que obteve em 2019 o quarto superavit seguido e o maior em seus 58 anos de história: R$ 65,8 milhões. O fato inédito, segundo a Casal, comprova a viabilidade da empresa como companhia pública de saneamento e sua recuperação econômico-financeira, garantindo a capacidade de fazer investimentos com recursos próprios, algo que já vem ocorrendo nos últimos anos.

O valor a respeito do superavit faz parte do balanço financeiro da Casal, que está em fase de ajustes para publicação. Nos anos anteriores, o superavit foi de R$ 12,4 milhões em 2018, R$ 7,5 milhões em 2017 e R$ 7,5 milhões em 2016.

“Isso significa dizer que a Casal ingressou, definitivamente, em um processo de sustentabilidade econômico-financeira e que é uma empresa viável”, enfatizou o presidente da Companhia, Clécio Falcão.

O presidente recordou que, em 2014, ainda no governo passado, a Casal teve um déficit de R$ 53 milhões. Em 2015, já na atual gestão, esse déficit foi reduzido para R$ 23 milhões e, já em 2016, a companhia obteve o primeiro superavit após vários anos de resultados negativos.

“Esse desempenho com um quarto superavit seguido, algo inédito até aqui na história da empresa, é fruto de muito trabalho, negociação, ajustes, parcerias, cortes de despesas e ações de incremento à arrecadação, reflexo da nova estratégia de gestão adotada pela atual diretoria e uma prova inequívoca da recuperação da Casal”, acrescentou o presidente Clécio Falcão.

Investimentos com recursos próprios

Por causa da recuperação, a Companhia destacou-se por voltar a fazer investimentos com recursos próprios, conforme apresentado por seus balanços anuais que são comprovados por auditorias independentes. Em 2015, por exemplo, esse investimento na ampliação e melhoria de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário foi de R$ 28,7 milhões; em 2016 chegou a R$ 33,2 milhões; em 2017 foi de R$ 32,3 milhões; em 2018 foi de R$ 39,3 milhões e, em 2019, foi de R$ 15,07 milhões.

Foi também devido a essa recuperação econômico-financeira da companhia que, em 2017, foi firmado um Convênio de Cooperação Mútua com o Governo do Estado para investimento de R$ 100 milhões em melhorias, ampliação e novos sistemas em diversos municípios. Desse total, R$ 50 milhões eram oriundos da própria Companhia e os outros R$ 50 milhões do Governo do Estado.