Nordeste

Ceará deve receber 1,2 milhão de turistas na alta estação

Os números resultam em uma receita de de R$ 3,1 bilhões na cadeia turística, 10% maior do que em 2018

O Povo Online | 06/12/19 - 09h16 - Atualizado em 06/12/19 - 09h21
Reprodução / O Povo Online - Aurélio Alves

De dezembro a fevereiro, que configura a alta estação do turismo, as cidades cearenses  devem receber 1,2 milhão de visitantes. O número, divulgado pela Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), é 6% maior do que no mesmo período de 2018.

Do total de turistas calculados pelo levantamento, cerca de 100 mil são estrangeiros, com aumento de 8% em relação ao ano passado. A rede hoteleira, com taxa de ocupação de 82%, e o setor empregador, com a abertura de 5 mil novos postos de empregos temporários na área de serviços, devem ser os principais beneficiados. Os números resultam em uma receita de R$ 3,1 bilhões na cadeia turística, 10% maior com o comparativo de 2018.

A estimativa é também de aumento do número do voos para o Ceará. No Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, é estimada a chegada de 2,2 milhões de passageiros, representando aumento de 8% com relação ao ano anterior.

A Setur estima 564 voos extras de cidades como Natal, São Paulo, Goiânia, Manaus, São Luiz, Rio de Janeiro, Juazeiro do Norte, Salvador e Brasília. A estreia da rota Madri-Fortaleza, pela Air Europa, no dia 20 de dezembro, deve somar ao número.