Maceió

Centro lotado mostra que números da covid-19 não intimidam maceioense

Vídeo mostra pessoas sem respeitar o distanciamento e usar máscaras no Centro de Maceió

Redação TNH1 | 21/07/20 - 12h27 - Atualizado em 21/07/20 - 15h12
Foto: Reprodução / Instagram

Apesar dos números  da covid-19 em Alagoas ainda estarem crescendo - 50.307 casos segundo o boletim dessa segunda da Sesau - a população parece naõ temer a doença e lota os espaços liberados pelo distanciamento social controlado. 

Uma dessas cenas foi registrada no vídeo que você assiste abaixo, que causou surpresa nas redes sociais. O registro, evidencia que, mesmo diante de todas as orientações, muitas pessoas não estão respeitando o distanciamento.  O vídeo também mostra pessoas sem usar a máscara de proteção, o que é obrigatório para circular nas ruas, segundo decreto do Governo do Estado.

O vídeo foi postado no perfil do instagram @empregosal, que não informa se as cenas foram registradas nesta terça, 22, mas sabe-se que é recente, pois parte das pessoas estão usando máscaras de proteção. O TNH1 não conseguiu contato com os adminstradores do perfil. 

Confira:

Ontem (20), o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, pediu que as pessoas não confundam o processo de distanciamento social controlado com o fim da pandemia.

“O fato de Maceió ter avançado para a fase amarela e outras regiões terem ido para a fase laranja, já está a sensação de cura geral, de imunização, e isso não é verdade. Só teremos um retorno à normalidade vivida antes de março quando tivermos uma vacina ou um medicamento de eficácia comprovada", alertou o secretário.

A Aliança Comercial  de Maceió também já pediu que, neste momento, as pessoas não vão ao centro para passear.

“Pedimos que as pessoas não confundam a reabertura das lojas com o fim da pandemia. O vírus segue e nós apelamos para que só venha ao Centro quem tiver algo para resolver ou para comprar. Não é momento de vir ao Centro para ‘bater perna’”, pontuou o diretor de Marketing da Aliança Comercial de Maceió, Marcos Silveira.

Precisa mesmo ir ao Centro? veja 3 dicas para correr menos riscos

Foto: Itawi Albuquerque/TNH1

para quem realmente precisa ir ao Centro, há medidas que podem minimizar os riscos e aumentar a prevenção ao novo coronavírus. Cuidados simples mas que podem salvar vidas, considerando que Alagoas já perdeu mais de mil pessoas para a covid-19. 

Veja três medidas que podem reforçar sua segurança, e também as orientações da infectologista e gerente médica do Hospital da Mulher, Sarah Dominique.

      1. Levar pelo menos uma máscara reserva, para realizar a troca a cada duas horas, e lembrar sempre de guardar a máscara usada em um saco até chegar em casa e poder lavá-la com água e sabão. 

“Na fase laranja, os alagoanos deverão manter o uso de máscaras de tecido, duplamente faceadas, para evitar a propagação de gotículas do nariz e da boca. Lembrando que o uso da máscara deve ser correto, com elásticos ou tiras que amarram de maneira paralela, dispostos no pavilhão auricular, e ela deve estar acima do nariz e abaixo do queixo. Dessa forma, a máscara vai conter toda a secreção respiratória da via aérea”, explica a infectologista. 

       2.  Respeitar o distanciamento de, pelo menos, 2 metros de distância, assim como evitar abraços e aglomerações.

“É necessário manter, ao máximo, o distanciamento. Com a reabertura de alguns segmentos do comércio é necessário que exista a marcação de distanciamento entre as pessoas. Caso o cidadão chegue a um estabelecimento que não tenha essa marca em assentos ou bancos, ele mesmo deve procurar manter o distanciamento, de aproximadamente 2 metros, que já vem sendo referenciado ao longo dos últimos três meses", alerta Dominique

      3.  Ter em mãos um frasco com álcool em gel 70%

“Deveremos sempre ter na bolsa, no bolso ou na mochila, um frasco de álcool em gel para higienizar as mãos, porque com a reabertura do comércio vamos ter, com certeza e com maior frequência, contato com áreas de toque comum e o coronavírus pode ser levado até a face, cabelo, vestimentas”, orienta a especialista.  

Semscs

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) informou que, com a abertura de todas as lojas do Centro, o fluxo de de pessoas aumentou consideravelmente. O órgão tem mantido as fiscalizações e reforça o apelo para que as pessoas mantenham as medidas de proteção e só saiam de casa em casos de necessidade. Veja nota na íntegra:

Com a abertura total das lojas do Comércio, a circulação de pessoas aumentou consideravelmente e as filas de acessos aos estabelecimentos também. Muitas pessoas levam filhos e outros familiares ao local. Por isso, as equipes da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) têm mantido as ações educativas para conscientizar as pessoas, que devem circular e manter práticas conforme determinam os decretos com medidas para evitar o contágio pelo novo coronavírus. Além disso, as barreiras sanitárias continuam e, todos os dias, a Semscs, Secretaria de Saúde e Federação do Comércio estão presentes com orientações, aferição de temperatura e distribuição de máscaras.

A Secretaria reforça o apelo que as pessoas somente saiam de casa em casos de efetiva necessidade, utilizando máscaras de forma correta, mantendo o distanciamento e os demais protocolos de segurança.