Polícia

Cinco meses depois, acusado de matar esposa em União dos Palmares segue foragido

Vinícius Salvino Felix atirou na companheira dois dias depois de reatar relacionamento

Dayane Laet | 03/09/19 - 10h20 - Atualizado em 03/09/19 - 10h33
Vinícius Salvino Felix é considerado foragido | Reprodução / Redes Sociais

O assassinato da jovem Ingrid Maria de Araújo Floriano, de 20 anos, chega ao quinto mês sem a prisão do principal suspeito de cometer o crime, esposo dela, com quem tinha reatado o relacionamento dois dias antes do crime. 

O atentado contra Ingrid aconteceu na cidade de União dos Palmares, Zona da Mata alagoana, no dia 2 de abril deste ano. A jovem foi atingida por tiros no pescoço e ainda permaneceu internada no Hospital Geral do Estado (HGE) por quatro dias, mas não resistiu aos ferimentos. “Ela morreu no dia em que completaria 21 anos”, disse uma tia da garota, em entrevista ao TNH1.

O delegado que responde pela cidade de União, Walter Nascimento, explicou que já foram feitas cinco operações para tentar localizar o homem identificado na época apenas como “Vinícius”. Vinícius Salvino Félix é considerado foragido.

Após o crime, o próprio criminoso levou a companheira para o hospital municipal de União e fugido após ela ser atendida por uma equipe do local. Na época, sobre a relação de Ingrid e Vinícius, a mãe dela contou que a última separação do casal aconteceu porque ela foi agredida. “Este caso não está esquecido e o mandado de prisão contra ele já foi expedido. Acreditamos que ele tenha fugido da região e permaneça escondido”, disse o delegado a reportagem.

Walter Nascimento pede que qualquer denúncia que aponte o paradeiro de Vinícius seja repassada pelo 181.

Ingrid morreu no dia em que completaria 21 anos / Reprodução : Redes Sociais