Maceió

Comissão do Bem Estar Animal acompanha investigações sobre morte de cadela

Ascom OAB/AL | 22/07/19 - 13h56 - Atualizado em 22/07/19 - 13h58
Ascom OAB/AL

A Comissão do Bem Estar Animal da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL) vem acompanhando de perto as investigações acerca da morte de uma cadela vítima de agressões na última sexta-feira (19). De acordo com a presidente da comissão, a advogada Rosana Jambo, o autor dos maus tratos já foi identificado e o caso está sendo conduzido pela Delegacia de Repressão aos Crimes Ambientais, da Polícia Civil (PC).

As investigações apontam que o suspeito é um dentista, que teria desferido chutes no focinho do animal, que teve a mandíbula quebrada após as agressões. Testemunhas relataram que o homem estava passeando com o animal de estimação, quando os dois cachorros se “estranharam”, quando aconteceu, então, a agressão contra a cadela.

Segundo Rosana Jambo, as testemunhas relataram que o animal era muito dócil e conhecido por todos naquela região. Ela informou que várias pessoas tentaram intervir na agressão, mas o dentista não parou. Após as agressões, o homem deu as costas, saiu caminhando tranquilamente e entrou no prédio em que reside.

A presidente também informou que, devido ao óbito do animal, a pena de detenção pode ter aumento. Além disso, o agressor pode ser penalizado administrativamente, podendo cobrir os custos com o animal e prestar serviços comunitários.