Concursos

Concurso PF: com parecer da Economia, aval sai nos próximos dias

Folha Dirigida | 31/10/20 - 17h07 - Atualizado em 31/10/20 - 17h15
Foto: Marcelo Camarago/Agência Brasil

Notícia importantíssima envolvendo o concurso PF. A Polícia Federal já obteve o parecer favorável do Ministério da Economia e a autorização para as 2 mil vagas, já confirmadas, deve sair nos próximos dias.

A informação foi confirmada pela nossa equipe de reportagem na manhã desta sexta-feira. A expectativa era para que o aval fosse divulgado até a última quinta-feira, 29 - o que não aconteceu.

No entanto, ainda não está descartada a possibilidade de uma edição extra do Diário Oficial da União durante o dia, que poderá sacramentar o aval da pasta para a corporação. Mas, como não teve edição oficial nesta sexta, 30, estima-se que deva sair nos primeiros dias de novembro.

 Nossa equipe de reportagem confirmou, ainda, que só falta mesmo a assinatura do ministro Paulo Guedes e a publicação do ato, uma vez que a o parecer favorável a PF já obteve em reunião com a própria corporação.

Feito isso, a PF terá até seis meses para divulgar o edital, o que deve acontecer bem antes, haja vista que o cronograma da corporação prevê edital em 8 de dezembro.

Bolsonaro intercedeu junto ao ministro pelo aval do concurso PF

E a autorização do concurso PF ganhou ainda mais força após o ministro da Justiça e da Segurança Pública, André Mendonça, ter anunciado que o presidente Jair Bolsonaro interveio junto ao ministro da Economia, Paulo Guedes, para o aval do concurso PF.

A fala do ministro foi durante a cerimômia de abertura do curso de formação dos novos policiais, que foram chamados recentemente. Ele ainda explicou que Bolsonaro usou como justificativa para Guedes que essa era uma "missão" do governo.

Além disso, neste mesmo dia, André Mendonça destacou que os trâmites do concurso PF estão bem avançados. Dessa forma, o edital não deve demorar após a autorização.

A fala do ministro foi confirmada oficialmente, em nota, pelo Governo Federal. Segundo eles, o ministro novamente reforçou o quantitativo de 2 mil vagas para a Polícia Federal, número já confirmado diversas vezes pelo presidente da República.

Com isso é muito improvável que a Economia libere um aval com menos vagas, já que todos os representantes usam o mesmo discurso.

"A Polícia Federal alcançará o maior efetivo da sua história com a realização de um novo concurso, em breve, para o preenchimento de 2 mil vagas. O ministro André Mendonça exaltou o empenho do presidente Jair Bolsonaro na realização do certame e afirmou que os trâmites para publicação do novo edital estão avançados", destacou o Governo Federal.

O evento que o ministro esteve participando foi a cerimônia de abertura dos Cursos de Formação Profissional (CFP) para os cargos de delegado e perito, que tiveram convocação recentemente de excedentes.

“Os senhores não chegaram na linha de chegada. Os senhores se credenciam a estar na largada, onde concorrerão, não entre si, mas com o crime, com a criminalidade organizada que nos faz viver em um estado de insegurança há mais de 30 anos”, disse o ministro.

André Mendonça ainda pontuou por mais de uma vez que com este concurso a PF contará com um efetivo histórico, dizendo também que:

“Há uma preocupação efetiva com o combate ao crime. Há um reconhecimento efetivo da instituição Polícia Federal e há o reconhecimento de que, de fato, o maior valor da Polícia Federal são os senhores”, destacou Mendonça.