Saúde

Confira as unidades de saúde para atendimento de síndromes gripais em Arapiraca

TNH1 com Secom Arapiraca | 06/01/22 - 12h28 - Atualizado em 06/01/22 - 12h38
Foto: Secom Arapiraca

Em meio ao aumento de atendimentos aos casos de síndromes gripais em todos os serviços de saúde, a Prefeitura de Arapiraca, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, reorganizou os atendimentos para otimizar  os serviços na 7ª Região de Saúde, da qual Arapiraca é referência. Ficou estabelecido que cada serviço de saúde ficará responsável por um tipo específico de atendimento, a depender de aspectos regionais e de saúde, como local de moradia do paciente e classificação de risco. Confira:

  • Arapiraquenses com sintomas leves devem procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de referência do local onde vivem;
  • Arapiraquenses com sintomas leves, mas que não foram absorvidos pelas UBSs (das 7h às 16h) serão direcionados para o Pronto Atendimento Municipal do Complexo Multiprofissional Rogério Auto Teófilo, localizado no bairro Baixa Grande;
  • Arapiraquenses com sintomas leves, mas que não foram absorvidos pelas UBSs (das 16h às 7h) serão direcionados para a Unidade de Pronto Atendimento – UPA Noel Macêdo -, localizada no bairro Itapoã;
  • Moradores de outras cidades com sintomas leves devem procurar a Unidade de Pronto Atendimento – UPA Noel Macêdo -, localizada no bairro Itapoã;
  • Pacientes que apresentam sinais de alerta, independente de local de moradia, serão direcionados para o Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho, localizado no Centro de Arapiraca.

Obs.: São considerados sinais de alerta: dispneia (respiração difícil ou ofegante); Frequência Respiratória abaixo do normal; Saturação abaixo de 94%; e Febre por mais de 3 dias.

Cuidados Importantes - O coordenador médico de Arapiraca, Celso Marcos, explica que a procura pelo atendimento médico em casos de síndromes gripais é muito importante, principalmente porque os sintomas são muito parecidos com a Covid-19, como tosse, febre ou calafrios, coriza, dor de garganta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos ou sensibilidade ocular, dor muscular, fadiga, diarreia e vômito. “É muito importante que quem apresentar esses sintomas, procure uma Unidade Básica de Saúde para que possa ser avaliado por um médico. “, explicou.

Ainda segundo ele, os protocolos de segurança sanitária precisam ser mantidos. “Os cuidados são os mesmos, tanto para Covid-19 quanto para a Influenza e outros vírus. Manter o distanciamento social, principalmente quando se apresentar sintomas; usar máscara de proteção facial, usar álcool em gel e higienizar frequentemente de mãos e superfícies são alguns dos cuidados que devem ser mantidos”, explicou ele. Segundo o coordenador médico, crianças abaixo de seis anos, idosos e imunocomprometidos estão sob o público que deve intensificar os cuidados.