Maceió

Covid-19: Secretaria de Saúde de Maceió planeja vacinação em pontos de drive-thru

TNH1 com Secom Maceió | 08/01/21 - 07h21 - Atualizado em 08/01/21 - 07h32
Pei Fon / Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió informou na última quinta-feira (7) que a vacinação contra covid-19 na capital deve contar com um sistema de pré-cadastramento da população e a instalação de pontos de drive-thru. 

O coordenador do Gabinete Integrado de Prevenção à Covid-19, Claydson Moura, se reuniu com representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para definir os últimos ajustes para o início da vacinação contra o coronavírus.

Maceió conta atualmente com doze unidades estruturadas para vacinação, mas o GGI vai definir com a SMS a instalação de pontos de drive-thru (quando a vacina é aplicada nos usuários dentro dos carros) e locais estratégicos para ampliar a campanha.

Há ainda a possibilidade de criar estruturas em escolas para serem pontos de vacinação.

Para atender a toda a demanda, a SMS irá avaliar a necessidade de contratação de pessoal. Será realizado nos próximos dias um chamamento para pré-cadastro de profissionais da área de saúde que podem ser solicitados para a campanha.  

A primeira fase da vacinação, anunciada pelo Ministério da Saúde (MS) para 25 de janeiro, vai abranger cerca de 70 mil pessoas, entre profissionais de saúde, idosos com mais de 75 anos e aqueles com 60 anos ou mais que vivem em abrigos, além de povos indígenas que vivem em aldeias e comunidades tradicionais ribeirinhas.

Para atender ao público com maior rapidez, logo após o envio das primeiras doses de vacina pelo MS a Maceió, será lançado um site adaptável para celular onde deverá ser feito um cadastro simples do público-alvo. Serão solicitados nome, CPF e outras informações do usuário para que no início da campanha ele possa marcar horário e local onde prefere se vacinar.

O trabalhador de saúde terá que constar no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) para poder agendar sua imunização no site.

O sistema está passando pelos últimos ajustes para ser apresentado ao GGI de Prevenção à Covid-19 e ao prefeito João Henrique Caldas.

“Queremos nos próximos dias estar com a campanha pensada, o sistema de cadastramento pronto, tudo integrado e simples, para garantir a vacinação de forma rápida. Seremos uma das primeiras capitais a iniciar a imunização”, afirmou Claydson Moura.

Pessoas que não tenham acesso à celular ou à internet, e quem não conseguir comprovar que faz parte do grupo de risco da primeira fase da campanha, terão que levar a documentação para os locais de vacinação.

Já os acamados – um total de cerca de duas mil pessoas na Capital – serão atendidos pelas equipes volantes que atuam no Município. A Prefeitura pretende criar um call-center para tirar dúvidas da população sobre o assunto, por telefone ou celular.