Polícia

Criminosos que sequestraram adolescente trabalhavam em obra em frente à casa da vítima 

Eberth Lins com TV Pajuçara | 17/06/21 - 12h56 - Atualizado em 17/06/21 - 13h12
Foto: TV Pajuçara

No início da tarde desta quinta-feira (17), a polícia confirmou que o responsável por orquestrar o sequestro da adolescente Mariana Santos Da Silva, de 14 anos, em Arapiraca, é amigo da família e utilizou da proximidade para observar o cotidiano da vítima e seus familiares.

De acordo com o delegado Gustavo Xavier, da Divisão Especial de Investigações Criminais (Deic), os criminosos trabalhavam em uma obra vizinha à casa da vítima, de onde observavam a rotina da família. 

“Maurício Gordo - apontado como autor intelectual do sequestro - estava com uma obra de construção em frente à casa da família de Mariana. Na obra, ele empregou dois serventes de pedreiro que também participaram do sequestro”, detalhou Xavier, durante entrevista coletiva, na tarde de hoje na Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Na coletiva, o secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, mandou um recado, segundo ele, para desencorajar grupos criminosos.

"Nós temos mais tecnologia, mais força e homens e mulheres preparados para dar respostas eficientes”, frisou Alfredo, pontuando a importante articulação das polícias na resolução da ação.

Um carro utilizado na ação foi apreendido no Conjunto Gama Lins, no bairro Cidade Universitária, em Maceió, onde dois homens envolvidos no sequestro foram presos. A forma como a polícia chegou ao local não foi detalhada. “Para que os criminosos não conheçam os nossos métodos”, disse o secretário. 

 Outros três suspeitos do crime morreram em troca de tiros com a polícia, na noite de ontem (16).

A jovem foi sequestrada ontem (16) à tarde na porta de casa e foi encontrada à noite, às margens da rodovia AL-220, próximo à Usina Porto Rico, em Campo Alegre, depois de uma grande ação envolvendo as polícias Civil e Militar.