Futebol

CSA marca nos acréscimos e bate a Ponte Preta em Maceió: 2 a 1

Futebol Interior | 30/09/21 - 08h03
Augusto Oliveira/Ascom CSA

Com pênalti revisado pelo VAR e convertido aos 51 minutos do segundo tempo, o CSA venceu a Ponte Preta na noite desta quarta-feira, de virada, por 2 a 1, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Esta foi a quarta vitória consecutiva do CSA, que assumiu a sétima posição, com 41 pontos, entrando na briga por uma vaga no G4 – grupo de acesso. Já a Ponte Preta ficou com os mesmos 32 pontos, mas agora em 14º lugar.

LÁ E CÁ

Com bola rolando, CSA e Ponte Preta fizeram um primeiro tempo equilibrado e com dois gols. Logo aos 14 minutos, o lateral-esquerdo Rafael Santos arriscou de fora da área e acertou o ângulo do goleiro Thiago Rodrigues, colocando os visitantes em vantagem no placar.

Atrás no placar, o CSA não mudou a postura ofensiva e pressionou a Ponte pelo empate. Mas o time paulista era perigoso nos contra-ataques e por pouco não ampliou aos 23, quando Fessin passou pela marcação e tocou para Moisés finalizar forte, mas em cima do goleiro alagoano.

Mais presente no ataque, o CSA chegou ao empate aos 35 minutos, quando Marco Túlio chutou, Ivan rebateu para o meio da área e Iury Castilho mandou para as redes no rebote.

Antes do apito final, os dois times voltaram a criar ótimas chances. O CSA logo aos 37, em chute de Dellatorre por cima do travessão. Já a Ponte Preta aos 44, em chute de pé esquerdo de Moisés que acertou a trave esquerda e saiu pela linha de fundo.

CSA PRESSIONA E PONTE SE SEGURA

No segundo tempo a partida seguiu movimentada, só que também com polêmica. Logo no primeiro minuto, Iury Castilho recebeu cruzamento, ganhou da marcação e estufou as redes. Mas o lance foi revisado e o VAR viu que o atacante ajeitou a bola com o braço antes da finalização, anulando o gol alagoano.

A Ponte Preta adotou postura mais defensiva e consequentemente chamou o CSA para o seu campo defensivo. O que resultou numa pressão do time da casa pelo segundo gol. Aos 13, Iury Castilho arriscou de longe e mandou para fora, para alívio do bom goleiro Ivan.

Foram raros os bons momentos da Ponte na etapa final e quando poderia ter feito o segundo, o time não marcou. Aos 17, Richard cruzou rasteiro pelo lado direito e João Veras, quase na pequena área, finalizou para fora. Uma chance incrível desperdiçada pelo time campineiro.

O CSA teve mais posse de bola, mas foi pouco efetivo no ataque. Ainda assim o time alagoano não desistiu e conseguiu um pênalti nos acréscimos, após Cleylton desviar a bola com o braço dentro da área. Aos 51, Gabriel foi para a cobrança e não desperdiçou, garantindo a vitória ao time anfitrião.

PRÓXIMOS JOGOS

O CSA volta a campo no sábado para enfrentar o arquirrival CRB, às 18h30, no Rei Pelé, em Maceió (AL). Já a Ponte Preta receberá o Vila Nova no sábado, às 21 horas, no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).