Saúde

Cuidados preventivos devem ser mantidos após cura da Covid, alerta infectologista

Redação TNH1 com TV Pajuçara | 11/07/20 - 08h43 - Atualizado em 11/07/20 - 09h02
Sarah Dominique, infectologista | Foto: Reprodução / TV Pajuçara

Alagoas contabiliza 36.343 pessoas recuperadas da Covid-19, segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulgado na tarde de ontem (10). A imunidade de pessoas que testaram positivo e conseguiram vencer a doença, no entanto, ainda é uma questão cercada de dúvidas.

De acordo com a infectologista Sarah Dominique, é muito alta a taxa de pessoas confirmadas com a Covid-19 que não soroconverteram, isto é, que mesmo curadas apresentam resultado negativo para o teste de anticorpos. “As doenças virais produzem mais a resposta celular do que anticorpos. Ela pode não ser positiva, mas ter a imunidade celular”, explicou.

“Mas nós ainda não sabemos quanto tempo essa proteção dura. Até porque temos cerca de seis meses de pandemia e acreditamos que mais infecções aconteçam num prazo mais longo de tempo”, frisou.

A infectologista reforçou que a orientação de uso de máscaras e distanciamento social ainda é válida para pessoas curadas da doença. “Uma coisa é já ter tido a Covid e outra é ter contato novamente com o vírus e ficar colonizado pela pele e nariz e seguir transmitindo a doença", alertou.

Confira a entrevista completa feita pela repórter Maria Maciel para o Fique Alerta da TV Pajuçara / Record TV.