Maceió

Cultura realiza Xangô Rezado Alto neste domingo

Secom Maceió | 31/01/20 - 10h23 - Atualizado em 31/01/20 - 10h26

Neste domingo (02), o Xangô Rezado Alto vai reunir a comunidade religiosa de matriz africana e grupos culturais para celebrar a resistência da cultura afro e a luta contra a intolerância religiosa em um grande cortejo, que será realizado na orla marítima da capital. A concentração será a partir das 15h, na Rua Fechada.

Esta edição do Xangô Rezado Alto, realizado pela Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), relembra 108 anos do histórico e violento dia dois de fevereiro de 1912, episódio que ficou conhecido como Quebra de Xangô, quando várias casas de culto de religiões de matriz africana, situadas em Maceió e outras cidades do estado, foram invadidas e destruídas.

Para o coordenador de Políticas Culturais da FMAC, Amaurício de Jesus, o evento evidencia as comunidades tradicionais de matriz africana que existem em Maceió. “É a forma de fazer com que os maceioenses reflitam sobre a perseguição de 1912 e entendam a importância da cultura afro na identidade das manifestações culturais da cidade”, disse.

No domingo, o cortejo, que sai da Rua Fechada, segue em direção ao palco, montado ao lado da Feirinha do Artesanato, localizada na Avenida Dr. Antônio Gouveia, onde será realizado o encerramento do evento.