Futebol Nacional

De olho na China, Corinthians tenta repatriar Gil e mira contratação de Diego Tardelli

A diretoria alvinegra que se aproveitar da crise vivida pelo Shandong Luneng para negociar com os jogadores

07/07/16 - 12h55 - Atualizado em 07/07/16 - 12h58
Divulgação

Depois de aterrorizar os clubes brasileiros, o Shandong Luneng vive uma de suas maiores crises na história e já tem time querendo tirar proveito. O Corinthians quer aproveitar o mau momento do lanterna doCampeonato Chinês para tentar a contratação do zagueiro Gil e do atacante Diego Tardelli.

O time alvinegro entrou em contato com um conhecido dos atletas para sondar a possibilidade de retorno ao Brasil na janela de transferências do meio do ano. O contato se deu antes de Gil fazer uma publicação no Instagram na qual falava sobre a saudade dos tempos de Timão e deixando no ar uma possível votla.

O zagueiro compartilhou uma foto do jogo do Corinthians contra o Flamengo e escreveu: ”Saudades de vestir essa camisa. O futuro a deus pertence. Pode estar muito perto”.

Mesmo com uma das folhas salariais mais caras da China, o Shandong não vence desde 11 de maio. O desempenho rendeu a demissão do técnico Mano Menezes e toda a comissão técnica brasileira. A contratação de Gil, que custou R$ 40 milhões, foi pedida pelo próprio Mano. Apesar da saída do treinador, o time segue em uma sequência de dez jogos sem vitória.

Gil comentou com pessoas próximas que não está confortável com o clima de instabilidade. De qualquer maneira, sua família se mudou em definitivo para China logo após a Copa América. Tardelli, por sua vez, está no Shandong desde 2015. Dos cinco jogos que disputou pela Liga dos Campeões da Ásia, foi eleito o melhor em cinco.

Os dois jogadores ganham mais de R$ 1 milhão por mês de salário, mas o Corinthians quer se aproveitar da crise interna para conseguir a contratação. O treinador alemão Félix Magath, recém-contratado, deve indicar jogadores de confiança para o clube, o que poder fazer com que os brasileiro percam espaço.