Maceió

Decreto da prefeitura de Maceió deve vetar redução de frota de ônibus

Redação TNH1 | 08/03/21 - 15h25 - Atualizado em 08/03/21 - 15h59
Divulgação / Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió vai seguir o decreto do Governo de Alagoas e colocar em vigor as regras estabelecidas na Fase Laranja da matriz de distanciamento social controlado, mas deve ampliar as medidas restritivas em um novo decreto municipal, que deve ser publicado ainda nesta segunda-feira, 8. 

Mais cedo, o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada de Combate à Covid-19, Claydson Moura, afirmou que entre as novas medidas estão a proibição da redução do número de ônibus e a ampliação da frota nas linhas com maior fluxo de passageiros em horários de pico. 

"Maceió já está na fase laranja, por conta do decreto estadual, e o prefeito (JHC) vai fazer um decreto complementar no dia de hoje. Começando pelas feiras e mercados públicos, que vão funcionar das 5h ao meio-dia. As empresas de ônibus do transporte coletivo terão que sanitizar seus veículos todos os dias antes mesmo deles saírem para rodar. Elas também estão proibidas de reduzir o número de ônibus em qualquer que seja a circunstância, horário ou linha, e terão que ampliar inclusive nas linhas de maior fluxo nos horários de maior pico o número de ônibus disponíveis", disse Moura à TV Gazeta.

Em outros dois pontos, a Prefeitura de Maceió vai tornar essenciais as atividades religiosas e os serviços de delivery e pague e leve. 

O que muda com o retrocesso de fases

Em Maceió e demais regiões, o comércio de rua está permitido, com excessão do fim de semana. Bares e restaurantes devem funcionar apenas de segunda à sexta-feira, das 6h às 20h. No fim de semana, esses estabalecimentos não devem funcionar, apenas por delivery.Igrejas, templos religiosos e academias devem restringir a ocupação para 30% da capacidade.