Maceió

Defesa Civil interdita 14 apartamentos após incêndio no Jardim Vaticano

TNH1 | 04/03/21 - 09h03 - Atualizado em 04/03/21 - 09h43
Cortesia

Quatorze imóveis foram interdidatos pela Defesa Civil Municipal após o incêndio de grandes proporções que atingiu o apartamento do 3º andar do Edifício Adriano V, no Conjunto Jardim Vaticano, em Mangabeiras, nesta madrugada, 04. A decisão foi tomada ainda nesta manhã após os primeiros levantamentos da perícia.

"Nós estamos interditando em virtude do incêndio. Solicitamos ao síndico para contratar uma equipe de engenheiros para que eles nos dêem um laudo para que nós possamos liberar os apartamentos, em virtude da estrutura, da parte elétrica... Temos uma parte frontal, nesses primeiros 14 apartamentos, onde os moradores não vão poder adentrar nas unidades", disse Osvaldo Palagani, diretor operacional da Defesa Civil. em entrevista à TV Pajuçara.

Segundo a avaliação, o apartamento onde começou o fogo ficou totalmente prejudicado, com piso e teto danificados pelo fogo. "O vizinho do lado e o de cima também... Tem muita fumaça ainda, o corredor está cheio de fumaça. Por questão de segurança, temos que checar a parte elétrica e estrutural 100%", acrescentou Palagani.

O diretor operacional da Defesa Civil também alertou que há uma rachadura na fachada do prédio e chamou a atenção das autoridades. "Há uma rachadura, que é parte de fachada, é estrutural do prédio, a qualquer momento ela pode cair. Então está interditado, o espaço também, para não passar carro", afirmou.

"A Defesa Civil cuida da vida, não cuida do bem, do imóvel. Depois tem a recuperação, tem o seguro, isso vai ser resolvido. Infelizmente aconteceu a tragédia, a gente tem que amenizar a dor de cada um", concluiu Palagani.

O incêndio

O carregamento de um celular na tomada teria provocado o incêndio no apartamento. O aparelho havia sido deixado em cima da cama e as chamas atingido primeiramente o colchão. Logo depois, o fogo se alastrou para outros cômodos do apartamento e causou destruição.

"A fumaça tóxica era muito grande, já tinha tomado conta do corredor todo do andar, e as chamas tomaram conta do apartamento. A gente saiu chamando todos os moradores para evacuar o prédio. Aqui nós temos idosos, crianças, então foi bastante trabalhoso tirar todo mundo de casa às 3h30", disse João Carlos, síndico do prédio.

"O proprietário morava com um gato, que acabou sendo resgatado pelos bombeiros depois. O animal passa bem, não sofreu nada. O proprietário queimou um pouco o cabelo e está muito assustado. Ele disse que acordou com o colchão pegando fogo, tentou apagar jogando água, mas não conseguiu", continuou o síndico.

O Corpo de Bombeiros enviou cinco viaturas com 15 militares para combater o fogo. As chamas foram apagadas com êxito, porém ainda havia muita fumaça no apartamento nas primeiras horas da manhã.