Polícia

Delegado descarta latrocínio em morte de empresário em Arapiraca

Redação TNH1 | 14/03/19 - 17h48 - Atualizado em 14/03/19 - 18h16
Arquivo Pessoal

O empresário e advogado Petrúcio Torjal, que morreu após cair do primeiro andar de uma loja, na madrugada desta quinta-feira (14), em Arapiraca, não teria reagido a um assalto, como foi especulado na manhã de hoje. A informação foi passada ao TNH1 pelo delegado Everton Gonçalves, titular da Delegacia de Homicídios, no fim da tarde de hoje.

Segundo Gonçalves, o crime de latrocínio foi descartado, mas não revelou a nova linha de investigação. "Estamos apurando as circunstâncias ainda. Não posso divulgar detalhes. Até o fim da noite nós vamos ter um posicionamento mais concreto. Porém, latrocínio não houve", disse.

De acordo com os primeiros levantamentos, o empresário teria reagido a um assalto e entrado em luta corporal com dois bandidos. Um terceiro suspeito teria ficado no pavimento térreo da empresa. Petrúcio teria sido jogado pela escada e batido com a cabeça no chão.

Petrúcio estava na revendedora de veículos da qual é proprietário. Ele foi socorrido por uma equipe do Samu e encaminhado para a Unidade de Emergência do Agreste, onde chegou a dar entrada, mas apresentava politraumatismo e não resistiu à gravidade dos ferimentos.