Polícia

Delegado pede prisão de suspeitos de matar empresário queimado

PC/AL | 03/09/19 - 10h05 - Atualizado em 03/09/19 - 10h10
Valcir foi morto a facadas e teve corpo queimado | Reprodução / Arquivo Pessoal

O delegado Gustavo Pires, do 89º Distrito Policial de Coruripe, informou nesta terça-feira (3) ter solicitado a prisão dos dois suspeitos do assassinato do comerciante arapiraquense Valcir Leite Tenório, de 37 anos.

A vítima foi encontrada ainda com vida em um canavial próximo ao Povoado Bom Sucesso, em Coruripe, com ferimentos de arma branca no pescoço e queimaduras causadas por líquido inflamável.

Os dois suspeitos foram identificados como Willames França da Silva e Allan Chrystian da Silva, ambos foragidos.

O empresário sofreu um atentado na zona rural de Coruripe, no dia 19 de agosto passado, e morreu três dias depois em decorrência da gravidade dos ferimentos e queimaduras, no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. 

A polícia apurou que Allan tinha dívidas financeiras com Valcir Leite. A vítima chegou a conversar com o delegado e contou ter sido abordada por dois homens, ao passar por um quebra-molas em Feliz Deserto.

Ao sair do veículo, ele foi espancado e esfaqueado no pescoço. Depois disso, jogaram gasolina e atearam fogo no empresário. 

Mesmo ferido, o comerciante conseguiu pedir ajuda aos moradores da região e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Coruripe, mas acabou sendo transferido para o HGE.

O delegado Gustavo Pires pede a quem tiver informações sobre a localização dos suspeito para informar pelo telefone 181.