Brasil

Deputado "tatuado" Wladimir Costa é flagrado pedindo "nude" durante votação contra Temer

03/08/17 - 07h10
Reprodução / Lula Marques

Enquanto acontecia a votação que rejeitaria a denúncia contra o presidente Michel Temer ao longo desta quarta-feira, 2, o deputado Wladimir Costa (SD-PA) foi flagrado em uma conversa pelo WhatsApp.

Concurso para PM? técnico dá dicas para teste físico

Nas imagens divulgadas pelo fotógrafo Lula Marques em seu Facebook, o parlamentar troca inúmeras mensagens com uma mulher, a quem, em plena sessão no Congresso Nacional, pede nudes. "Mostra tua bunda mostra afinal não são suas profissões que destacam como mulher é sua bunda. Vai lá põe aí garota".

O deputado, que ficou conhecido por ter tatuado o nome de Temer em um dos ombros, é réu no STF acusado de desviar dinheiro de funcionários. 

O processo tem como base uma denúncia feita por um ex-funcionário de Wladimir, que trabalhou como cinegrafista no programa de televisão do parlamentar e foi registrado como seu assessor na Câmara. O Ministério Público afirma que o deputado e um irmão seu ficaram com o salário de três pessoas que recebiam como servidores do gabinete parlamentar sem trabalhar entre 2003 e 2005. No depoimento inicial, o funcionário que fez a denúncia dizia que sacava o salário e entregava o dinheiro para o irmão do parlamentar, recebendo de volta apenas R$ 500,00 que era seu salário como cinegrafista.

Por meio de perícia e de quebra de sigilo bancário verificou-se que os funcionários sacavam integralmente os salários recebidos da Câmara. Nas mesmas datas, há registros de depósitos em espécie feitos na conta de Wladimir no mesmo banco.

No transcorrer do processo, o funcionário que fez a denúncia retirou a acusação contra o parlamentar, dizendo que só sabia do envolvimento do irmão do deputado. Mesmo assim, o STF decidiu abrir a ação penal em 2009 contra o parlamentar. Posteriormente, o funcionário recuou até na acusação contra o irmão de Wladimir, dizendo que tinha feito tal acusação influenciado por um advogado que o defendia em processo trabalhista.