Polícia

Dois jovens chamam agentes para briga e são presos por desacato em Ponta Verde

Ascom Ronda do Bairro | 11/11/21 - 10h50 - Atualizado em 11/11/21 - 10h59
Arquivo/Ascom Ronda

Dois jovens, de 20 e 21 anos, foram presos em flagrante pelos agentes de proximidade do Ronda no Bairro após fazer gestos que simulam o sinal de uma facção criminosa, o acionamento de gatilho de arma de fogo em direção a guarnição e proferir palavras de baixo calão contra os agentes. O caso ocorreu no final da tarde desta quarta-feira (10) na avenida Álvaro Otacílio, em frente à Galeria Espaço 20, na Ponta Verde. 

A guarnição da Orla Marítima realizava o patrulhamento de rotina na região, quando se deparou com os dois jovens. Ao tentar se aproximar para realizar uma abordagem, eles proferiram palavras de baixo calão e pediram para que a equipe retirasse o fardamento, chamando os agentes para entrar em vias de fato. 

Ao solicitar que os jovens colocassem a mão na cabeça, eles não obedeceram. Os agentes solicitaram o apoio de uma outra equipe do Ronda e duas guarnições da Operação Litorânea Integrada (Oplit). Para preservar a integridade física dos envolvidos, foi necessário algemá-los. A dupla foi conduzida até à Central de Flagrantes I, localizada no Farol, para a realização dos procedimentos cabíveis. Na delegacia, os acusados assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e irão responder ao processo em liberdade. 

Os jovens foram autuados por desacato, nos artigos 330 e 331 do Código Penal Brasileiro. O primeiro, “Desobedecer a ordem legal de funcionário público: Pena - detenção, de quinze dias a seis meses, e multa”. Já o segundo,  “Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela: Pena - detenção, de seis meses a dois anos, ou multa”.