Polícia

Dois são presos e menor é apreendido por assassinato de filho de PM no Vergel do Lago

TNH1 com Ascom PC | 17/09/21 - 10h12 - Atualizado em 17/09/21 - 10h20
Os suspeitos foram levados para a sede da DHPP, em Chã de Bebedouro | Ascom PC-AL

A Polícia Civil de Alagoas autuou, em flagrante, nesta sexta-feira (17), três pessoas suspeitas de participação no assassinato de Ygor Lutuan Pontes de Araújo, de 29 anos, ocorrido na noite da quarta-feira (15). A vítima foi atingida por cinco tiros de revólver, quando se encontrava perto da residência onde morava, na Rua do Cajueiro, no bairro do Vergel do Lago. Ele era filho de um policial militar.

De acordo com a delegada Rosimeire Vieira, que preside as investigações, dois adultos e um menor de idade foram detidos por policiais, no mesmo bairro onde aconteceu o crime, e levados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foram autuados pelo delegado plantonista, Antônio Henrique.

As investigações apontam que o jovem foi morto porque denunciou um caso de violência doméstica praticada por um morador da região. Insatisfeito, o homem denunciado resolveu matar o filho de um major da PM, e para isso chegou a pedir a permissão ao líder do tráfico de drogas no local.

Ygor Lutuan estava perto de casa quando um jovem e um adolescente saíram de uma viela, se aproximaram, perguntaram as horas e retornaram para o “beco”, por volta de 23h de quarta. Desconfiado, o jovem foi até a entrada da viela, quando foi recebido com vários tiros. Ygor morreu no local.

A delegada Rosimeire Vieira informou que as investigações vão continuar, inclusive para identificar o traficante que teria autorizado a execução do filho do PM. Os dois adultos serão levados para o sistema prisional, enquanto o menor irá para a Unidade de Internação Masculina (UIM), de Maceió.