Saúde

Em Alagoas, número de internados em UTIs para Covid já ultrapassa o pico da doença em 2020

Eberth Lins com TV Pajuçara | 25/05/21 - 09h43 - Atualizado em 25/05/21 - 10h10
Foto: Reprodução / TV Pajuçara

Nessa segunda-feira, dia 24 de maio, Alagoas contabilizou aproximadamente 80 pacientes a mais, vítimas graves da Covid, internados em leitos de UTIs se comparado a junho de 2020, quando foi registrado o maior pico da doença no estado.

A informação foi compartilhada pelo secretário de estado da Saúde, Alexandre Ayres, que definiu o momento na rede pública de saúde como "muito preocupante". Conforme dados mais recentes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulgados na noite de ontem (24), a ocupação de leitos de UTI chegou a 91% na capital  e 87% no interior.

"Nós já vínhamos alertando toda a sociedade através da imprensa e em diálogos nas redes sociais que a colaboração da população, a exemplo do uso de máscara e evitar aglomerações, é o principal fator para evitar em Alagoas um crescimento substancial no número de casos, ocupação hospitalar e consequentemente no número de óbitos", frisou o secretário em entrevista ao repórter Netto Motta, para o Cidade Alerta Alagoas, da TV Pajuçara.

Ayres apelou para que a população alagoana evite aglomerações "seja ela na casa de um familiar ou amigo". "A população tem ido às ruas e se aglomerado cada vez com mais força, mas eu acredito que neste momento não dá para procurar culpados. É preciso consciência coletiva, cada um fazendo a sua parte, a gente vai conseguir fazer esse enfrentamento", ressaltou.

O secretário também chamou atenção para a alta de internações de pacientes graves, isto é, pacientes que necessitam com urgência de leitos de UTI. "O que nos preocupa são os leitos de UTI. No último final de semana experimentamos a lotação do Hospital da Mulher, em Maceió, e da Unidade de Emergência do Agreste. No ano passado, no período de junho, tivemos um pico de 250 pacientes internados em leitos de UTI. Hoje, 24 de maio, já temos 327 internos em leitos de UTI ao mesmo tempo, são quase 100 pacientes a mais", pontuou o gestor.

Na entrevista, Ayres afirmou que Alagoas tem estoque suficiente de insumos para os trabalhadores da saúde seguirem com suas atividades em segurança e também para o tratamento de vítimas da doença, a exemplo dos kits intubação.

O gestor ainda adiantou que novos leitos de UTI para Covid serão disponibilizados. "Alagoas vai ampliar nos próximos dias o atendimento à população, mas isso não quer dizer que a população pode sair às ruas porque temos leitos", frisou sem precisar a quantidade de leitos e a data da abertura.

Veja a entrevista completa: