Maceió

Em Maceió, cerca de 200 lojas do Centro devem decretar falência após quarentena

TNH1 com TV Pajuçara | 15/07/20 - 11h23 - Atualizado em 15/07/20 - 11h52
Foto: Itawi Albuquerque / Arquivo TNH1

Em Maceió, cerca 200 lojas localizadas do Centro podem não reabrir mais as portas neste momento de flexibilização. Segundo a Aliança Comercial, as lojas não suportaram o período em que estiveram fechadas por conta do isolamento social e devem decretar falência.

Ainda de acordo com a Aliança Comercial, 86% dos empresários ouvidos pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) relataram que sofreram prejuízos. Desses, 46% se preparam para fechar as portas dos estabelecimentos.

“São 110 dias parados e não são todas as empresas que conseguem suportar. Lamentamos enquanto entidade, sobretudo pela redução de postos de trabalho”, frisou o presidente da Aliança Comercial de Maceió, Guido Júnior, em entrevista ao programa Cidade Alerta Alagoas, da TV Pajuçara Record TV.

No Centro, confiorme Guido Junior, são muitos os estabelecimentos fechados e imóveis postos para alugar. "Muita gente ainda está com medo de sair de casa e a gente sabe que a retomada não será tão rápida”, acrescentou Guido Júnior.

Confira a entrevista completa: