Brasil

Empresário é preso após sumir com mais de R$ 2,5 milhões de cerca de 70 clientes

Thiago Bomfim/Folhapress | 19/06/24 - 15h14
Reprodução/PC-DF

O dono de uma revendedora de carros foi preso nesta quarta-feira (19) após "desaparecer" com veículos de pelo menos 70 clientes na Cidade do Automóvel, em Brasília. O suspeito também agia em Santa Maria (DF), segundo a investigação.

Além do empresário, mais quatro suspeitos de envolvimento no esquema foram presos. Foram cumpridos mandados contra uma mulher e quatro homens, sendo que três deles que tinham passagem pela polícia. Um já havia sido investigado por violência contra mulher, outro por posse ilegal de arma de fogo e o terceiro por furto e posse ilegal de arma de fogo.

Grupo roubou R$ 2,5 milhões de vítimas. Segundo a PCDF, os investigados enganavam as vítimas de várias maneiras. Algumas vezes, as pessoas deixavam seus veículos na loja para serem vendidos, mas não recebiam o dinheiro e encontravam a loja fechada. Outras deixavam os carros ainda alienados, recebendo a promessa de quitação do financiamento, o que não ocorria, resultando em dívida e perda do veículo.

A investigação apontou que clientes compravam carros na revendedora, mas não conseguiam transferir a posse dos veículos para seus próprios nomes por "alienações fiduciárias não resolvidas".

Carros de algumas vítimas foram encontrados com suspeitos. Foram recuperados um Volkswagen Up, um Volkswagen Nivus, um Fiat Mobi e um Fiat Idea.

Um deles foi encontrado no Piauí, outro em Goiás e o restante no Distrito Federal. Eles foram indiciados por estelionato, apropriação indébita, falsificação de documento e associação criminosa, e podem pegar até 18 anos de prisão.