Estudar na instituição nota máxima no MEC em AL garante mais chances de sucesso profissional

06/08/21 - 09h00 - Atualizado em 10/08/21 - 13h17

A oferta de ensino superior no Brasil cresceu nas últimas décadas, o que ampliou as opções mas, proporcionalmente, tornou mais complexa a tarefa de escolher uma instituição para prestar a graduação.

Nesse leque de opções, a avaliação do Ministério da Educação (MEC) se tornou, incontestavelmente, a melhor bússola para fazer essa escolha. Para compreender melhor a relevância dessa avaliação, no último ranking divulgado pelo MEC, em 2019, apenas 2% das instituições, isso mesmo, apenas 42 das 2.058 instituições públicas e particulares obtiveram a nota máxima, 5. Em Alagoas, apenas uma delas conseguiu lugar nessa seleção de ouro, o Centro Universitário Tiradentes – Unit AL.

Méritos como este têm impulsionado o crescimento e consolidado a Unit AL como uma dos principais centros de excelência do ensino superior de Alagoas. Mas a importância não é apenas para quem vai ingressar numa graduação. A nota máxima no MEC, concluem os especialistas ouvidos nesta matéria, serve de um importante cartão de visitas para o aluno formado que vai ingressar no mercado de trabalho. Com diploma debaixo do braço, o futuro profissional leva consigo não apenas seu próprio desempenho, mas toda a qualificação da instituição de ensino onde se formou. Em poucas palavras, o que os recrutadores também levam em consideração é algo do tipo “diga onde estudas, e te direi quem és”.

RECÉM-FORMADOS: O PESO NO CURRÍCULO DE UMA INSTITUIÇÃO BEM AVALIADA 

Concluída a graduação, é hora de mergulhar nas possibilidades do mercado de trabalho. E para quem está começando, quando a “experiência” ainda é inicial, o nome da instituição de origem do candidato pode ser sim um grande e decisivo “cartão de visitas”. Quem afirma é a coordenadora do Unit Carreiras, Polyana Barbosa. Especialista no assunto – ela tem no próprio currículo as especializações em avaliação psicológica, gestão de pessoas, além de atuar como consultora organizacional e coach de carreiras-  ela é categórica.

“A qualificação da instituição impacta com certeza. Faz toda a diferença na hora de um recrutamento. Principalmente para um profissional recém-formado, que não tem tanta experiência profissional, então, com certeza o seu currículo vai fazer toda a diferença, já que ele não tem para oferecer uma experiência prática grande ainda. O que ele tem para oferecer são seus títulos, suas formações. E aí, se esse título vem agregado ao nome de uma instituição qualificada, com certeza, o recrutador vai levar sim em consideração porque vai saber que aquela pessoa, aquele aluno teve uma preparação melhor”, avalia Polyana.

“Quando o candidato chega ali e mostra que a sua formação foi uma instituição bem reconhecida, a gente entende que ele passou pelo processo seletivo, e que é aprovado por uma instituição que exige bastante, que tem qualidade de ensino”, conclui.

 Foto: Thales Souza

COM A PALAVRA, O PROFISSIONAL FORMADO PELA UNIT AL

Para mostrar a relevância, na prática, de se formar em uma universidade com os requisitos que a fizeram a UNIT AL obter a nota máxima do MEC, ninguém melhor do que os profissionais recém-saídos dos bancos do Centro Universitário Tiradentes e ingressaram, com sucesso, no mercado de trabalho.

Formado em 2019, o advogado Roberto Moura é um desses alunos que trazem na bagagem a marca de uma instituição bem avaliada. Sócio de um importante escritório de advocacia na capital alagoana, ele tem na ponta da língua o peso de sua carreira acadêmica iniciada na UNIT AL para sua carreira. 

"Se estudar na Unit fez diferença? Eu digo que sem sombra de duvidas que sim. Me deu não só uma excelente bagagem do ponto de vista do ensino, da pesquisa e da extensão, com professores de excelência, mas também me colocando nos aspectos práticos, trazendo desde o segundo período minha participação no núcleo de práticas jurídicas. Além disso a Unit também fomentava a participação no estágio, desde o começo da gradução, me dando uma formação integral para chegar ao mercado de trabalho", avalia Moura, que hoje é também Coordenador-Adjunto do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais em AL (IBCCRIM/AL).

Mesmo atuando com sucesso no ramo do Direito, ele ainda dá prosseguimento à vida acadêmica.  Atualmente é mestrando em Sociologia - PPGS/UFAL e pós-graduando em Direito e Processo Penal pela ABDConst. Mestrando em Sociologia - PPGS/UFAL. Pós-graduando em Direito e Processo Penal pela ABDConst.

Assista à entrevista no vídeo: 


NOTA DO MEC TURBINA CURRICULO E AMPLIA CHANCES NO MERCADO

Para avaliar as instituições de ensino superior, o MEC analisa 50 indicadores, tanto em relação à instituição em si, como aos cursos que são ofertados, em áreas que vão do planejamento e avaliação; desenvolvimento institucional a políticas de gestão e infraestrutura.

“Praticamente todos os detalhes do funcionamento, da estrutura e dos serviços educacionais prestados pelas instituições de ensino são verificados. Desde o final de 2017 há um novo instrumental de avaliação para as instituições de ensino superior, tornando a obtenção de uma boa avaliação algo muito mais desafiador, pois os critérios para obtenção dos conceitos de excelência passaram a ser mais rigorosos. Cada indicador é analisado com muito rigor pelo MEC”, avalia Albani Barros, presidente da CPA - Comissão Própria de Avaliação da Unit AL.

“É tanto, que em Alagoas apenas uma instituição de Ensino Superior obteve até hoje o conceito 5, nota máxima do MEC, a Unit Alagoas foi a primeira e até agora a única a obter o conceito máximo de excelência do MEC, e o mantém até hoje. Por tudo isso, obter uma boa avaliação por parte de uma instituição de ensino superior junto ao MEC é sempre muito importante. À medida que o MEC avalia as instituições com rigor em diversos aspectos, os alunos e a sociedade podem ter um referencial sobre a qualidade dos serviços educacionais prestados pelas instituições.”, afirma Albani, que é Professor Titular I do Centro Universitário Tiradentes nos cursos de Medicina, Publicidade e Propaganda. 


UNIT CARREIRAS: parcerias com empresas disponibilizam vagas de empregos e estágios

Estando na gradução ou concluindo, todas as energias vão para o conhecimento, e claro, para a carreira, para o mercado de trabalho. E para uma instituição bem avaliada, um ensino de qualidade é a grande meta, mas a preocupação com o futuro do aluno também está na pauta.

O UNIT Carreiras é justamente esse espaço dedicado aos alunos da graduação, pós-graduação e egressos que tem como foco a capacitação profissional, o gerenciamento e divulgação de oportunidades profissionais e de estágios. Gratuito, o serviço disponibiliza vagas de empregos e estágios, por meio de parcerias com renomadas empresas de dentro e fora do Estado, além de oferecer diversos serviços visando a capacitação profissional.

Entre os parceiros estão Santander, MRV, Hospital Arhtur Ramos, IEL, CIEE, entre outros.

“O UNIT Carreiras é um setor de preparação profissional, onde preparamos o o nosso aluno pra o mercado de trabalho através de aconselhamentos. Preparamos o aluno para ter a oportunidade de colocar em prática o que ele aprendeu em sala de aula, para ter uma relação direta com uma empresa, para adquirir realmente as experiências práticas que não são vistas em sala de aula, e que só ali naquele trabalho prático que ele vai adquirir”, explica Polyana Barbosa.

“No UNIT Carreiras, trabalhamos para desenvolver competências, porque se o aluno tem alguma falha, algum ponto fraco a gente não pode simplesmente aceitar. Mas buscamos as habilidades e  também aquilo que a gente percebe que ainda é falho, a gente pode desenvolver, não existe nenhuma competência que não possa ser desenvolvida. Então o profissional que tem essa consciência ele se destaca”, ressalta.  

UNIT AL: ÚNICA INSTITUIÇÃO COM NOTA MÁXIMA DO MEC EM ALAGOAS

Na última divulgação de notas do MEC, a Unit AL foi reconhecida como a única instituição de ensino superior de Alagoas com nota máxima na avaliação do Ministério da Educação (MEC). 

A comissão do órgão normativo de educação visitou a instituição e avaliou pontos como Política de Ensino, Graduação, Pós-Graduação, Responsabilidade Social, Infraestrutura, Pesquisa e Extensão. A avaliação é uma referência para que os futuros universitários possam escolher instituições credenciadas e qualificadas.