Maceió

Exposição “ALas“ reúne desenhos, charge e fotografias de alagoanos

27/04/16 - 13h02 - Atualizado em 27/04/16 - 21h23
Divulgação

A Galeria Gamma reúne a partir desta quarta-feira, 27, às 19h30,  desenhos de Léo Villanova; charges e cartum de Enio Lins; e ensaios fotográficos de Roberto Fernandes, Joaquim Prado e Felipe Camelo, na coletiva “ALas”, que segue até 28 de maio. Os artistas,  todos alagoanos e maceioenses, apresentam possibilidades renovadoras quanto ao modo de raciocinar, praticar e admitir a atmosfera evolutiva da contemporaneidade. A curadoria é de Rogério Gomes. 

Entre os ensaios fotográficos, Felipe Camelo, confirmando proposição plural à fotografia, produz imagens quase abstratas, quase ideológicas, quase pinturas, exemplo ato/arte condutor de natureza singular; já Roberto Fernandes põe em questão o comportamento humano numa sociedade idiossincrática desigual, cujas induções político-religiosas arrogam-se fatores ostensivos; e Joaquim Prado consigna busca ideológica pelo movimento. Instigante ideia da infinita inquietude das coisas e dos fatos, em função do permanente deslocamento do homem.

Do universo do desenho e da charge, Léo Villanova priorizando a iconografia histórica de Maceió transcende vetor memorialista. Denuncia a alienação irreversível do presente   frente a frágil desamparada postura do passado;  Enio Lins, por sua vez, revigora a expressão do humor gráfico, contribuindo para consolidar a história, geralmente pouco ágil enquanto registro crítico para expressar a verdade de personagens públicos dominantes na cena político-social do país.

O curador, Rogério Gomes, destaca a importância da exposição. “Os artistas reunidos são de perfis contemporâneos em relação à arte alagoana. Foram escolhidos pela galeria, considerando que possuem talento, com performances que podem ser inseridas em qualquer situação da arte contemporânea brasileira”, disse.