Polícia

Foragido "Papa Cobra" morre após trocar tiros com policiais no Benedito Bentes

TNH1 com Ascom PC-AL | 11/08/20 - 10h06 - Atualizado em 11/08/20 - 10h18
Cortesia

O foragido da Justiça conhecido como "Papa Cobra" morreu depois de reagir à prisão, atirar contra policiais civis e ser atingido por disparos de revide nessa segunda-feira, 10, em uma residência onde se escondia dentro de um condomínio no bairro de Benedito Bentes, em Maceió.

Segundo a Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), a operação, coordenada pelo delegado Gustavo Henrique, foi deflagrada com o objetivo de prender indivíduos foragidos da Justiça. "Papa Cobra", de 25 anos, tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela 9ª Vara Criminal da Capital.

“Ao perceber a presença da equipe, o infrator, utilizando uma pistola calibre .40, efetuou disparos de arma de fogo contra os policiais, os quais prontamente reagiram a injusta agressão, sendo o criminoso alvejado. Após cessar-se a injusta agressão, o indivíduo, conhecido como "papa cobra", foi imediatamente socorrido e encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde deu entrada, porém pouco tempo depois a equipe foi informada que ele não resistiu e entrou em óbito”, disse o delegado Gustavo Henrique.

Ainda de acordo com informações da DEIC, o homem tinha antecedentes criminais por homicídio, tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele era considerado de altíssima periculosidade, e vinha praticando vários homicídios na região do Jacintinho e adjacências.

"Enalteço mais esse belo trabalho investigativo feito pelos agentes da ATI/DEIC, bem como o suporte tático dos preparados agentes do TIGRE. Aproveito para lembrar que os policiais saem de casa para cumprir seu papel constitucional de proteger a sociedade e prender infratores, porém, se infelizmente houver reação outra alternativa não resta senão usar da força necessária e proporcional, nos exatos termos do que autoriza a legislação em vigor”, continuou o diretor da DEIC.

Ao final da diligência, os agentes se encaminharam para a sede da DHPP, no bairro de Chã de Bebedouro, com o material apreendido, para os procedimentos legais cabíveis.