Polícia

Foragidos são presos e menor apreendido após um mês de operação em Alagoas

Redação TNH1 | 03/12/19 - 08h48 - Atualizado em 03/12/19 - 08h58
Arquivo TNH1

A Polícia Civil anunciou, nesta terça-feira, 03, que foragidos da Justiça alagoana foram presos durante uma operação, além da apreensão de um menor. Os mandados de prisão foram cumpridos pela equipe da Sessão de Capturas – da Gerência de Recursos Especiais – GRE/DEIC.

Lázaro da Silva Sampaio, Wagner Vitor dos Santos, vulgo “Bibiu”, Lucas Mateus dos Santos, conhecido como “Piolho”, José Sandro da Silva Oliveira, Lidiane dos Santos Duarte e Wdson Vieira Ribeiro foram presos na ação que teve início em novembro e foi finalizada no começo de dezembro. Um menor com iniciais K.S.S. também foi apreendido suspeito de receptação.

O primeiro a ser detido foi Lázaro da Silva. Ele foi capturado no último dia 11, sendo suspeito de tentativa de furto qualificado ocorrido no dia 8 de abril de 2018, no bairro Levada, em Maceió. Na ocasião, ele teria se aproximado de uma motocicleta, e com o uso de uma chave falsa, tentou roubar o veículo. Ele também tem passagens pela polícia por crimes de roubo cometidos em 2016.

Wagner Vitor foi preso três dias depois, suspeito de integrar uma organização criminosa conhecida como “Fazendinha”, responsável pelo tráfico de drogas na parte alta de Maceió. Ele seria o "gerente" do tráfico, e fazia a função de auxiliar na distribuição de drogas, na arrecadação de dinheiro e pagamentos.

Já no dia 18 de novembro, Lucas Mateus foi detido suspeito de integrar uma facção voltada para o tráfico de drogas. Ele também é acusado de porte ilegal de arma de fogo, roubo e homicídios na área do Conjunto Virgem dos Pobres II, no Trapiche da Barra.

José Sandro foi preso um dia depois de Lucas. Ele seria o mandante de um crime de tentativa de homicídio qualificado contra Jackeline Vieira dos Santos, em junho deste ano. A ordem para matá-la aconteceu após uma discussão com a vítima. Ele teria contratado Marcos Suel da Silva Oliveira, que atirou quatro vezes contra ela, que sobreviveu. O autor material já havia sido preso antes e responde o processo em liberdade, após habeas corpus.

Receptação

Mais outros três foram detidos pela Deic durante a execução da operação. Lidiane, Wdson e o menor são suspeitos de receptação. Segundo a polícia, eles estavam em posse de motos roubadas.

O homem e o adolescente já teriam desmanchado um veículo e vendido parte das peças quando foram flagrados no momento em que negociavam o preço do restante da moto. O menor já tinha uma passagem pela polícia por tráfico de drogas em julho deste ano.

Já Lidiane mantinha uma moto Honda roubada escondida na residência onde morava. Ela e Wdson não tinham ficha criminal. 

"