Alagoas

Governador anuncia data de inauguração do Hospital da Mulher e de UPAs

Erik Maia / Deborah Freire | 19/08/19 - 11h33 - Atualizado em 19/08/19 - 12h30
Hospital da Mulher fica ao lado da Maternidade Santa Mônica, no Poço | Agência Alagoas

O governador Renan Filho anunciou para o dia 30 de setembro a inauguração do Hospital da Mulher, no bairro do Poço, e para o dia 2 de outubro a abertura das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Jacintinho e do Tabuleiro do Martins, todos em Maceió. Na oportunidade Renan Filho anunciou a realização de um concurso público para a área da saúde.

Em entrevista coletiva na sede do Hospital Metropolitano, ainda em obras, no bairro do Tabuleiro do Martins, Renan Filho, falou que um dos objetivos da descentralização do atendimento médico pelo SUS em Alagoas é desafogar o HGE. Ele citou que, na unidade, são recebidos 600 pacientes por dia, sendo que a metade entra andando, ou seja, são casos sem a gravidade indicada.

O Hospital da Mulher, ao lado da Maternidade Santa Mônica, teve um investimento de R$ 30,7 milhões e vai abrir 127 leitos, com capacidade de 8.460 atendimentos por mês. Serão oferecidas lá as especialidades de obstetrícia, ginecologia, neonatologia, infectologia, cardiologia, mastologia, endocrinologia, uroginecologia, reumatologia e dermatologia.

Já a UPA do Jacintinho recebeu investimento de R$ 5 milhões, enquanto a do Tabuleiro custou R$ 5,1 milhões ao Estado. Cada uma vai abrir 15 leitos e terá capacidade de realizar 350 atendimentos diários em urgência e emergência. Elas vão ofertar exames de raio-x, eletrocardiograma e atendimento pediátrico e odontológico.

Ainda durante a coletiva o governador anunciou um concurso público para a área da Saúde. De acordo com ele, o novo concurso deverá ter entre 600 e 800 vagas e o editar deve ser lançado ainda este ano. 

"Esse ano solto o primeiro edital para a saúde pública, e todos os próximos anos nós iremos fazer novos concursos para colocar gente para nesses novos equipamentos em Alagoas. Não quero fazer um concurso muito grante antes do hospital ficar pronto, porque não tem sentido. O cara que faz concurso quer ser chamado, então a gente vai fazendo e botando para trabalhar", afirmou.

Estão em obras ainda em Alagoas:

O Hospital Metropolitano, no Tabuleiro, com investimento de R$ 80 milhões, e direcionado para atender pacientes de Maceió, Zona da Mata, Região Norte e Região Metropolitana, terá capacidade para realizar 10.300 atendimentos mensais. Serão 180 leitos, distribuídos em UTI pediátrica, adulto e cardíaca; clínica médica, além de um moderno centro cirúrgico. As obras estão com 90% concluídas;

O Hospital Regional Norte, no município de Porto Calvo, com 123 leitos, distribuídos entre maternidade, cirurgia e clínica médica, UTI adulto, UCI neonatal, enfermaria canguru e nefrologia, investimento de R$ 30,5 milhões. 80% dos trabalhos foram concluídos.

O Hospital Regional da Mata, em União dos Palmares, com 123 leitos, e 57% das obras concluídas. São investidos R$ 32,3 milhões na edificação, que atenderá os municípios de Campestre, Jundiá, Colônia Leopoldina, São José da Laje, Santana do Mundaú, Joaquim Gomes, Branquinha, Murici e Ibateguara, além de União;

O Hospital Regional do Sertão, em Delmiro Gouveia, também com 123 leitos, será classificado como de média e alta complexidade, porta de entrada para casos de emergência e referência em clínica, cirurgia geral, maternidade, pediatria e trauma-ortopedia. Com investimento de R$ 32,8 milhões, está com 35 % das obras concluídas. Quando estiver pronto, vai beneficiar os municípios de Inhapi, Pariconnha, Água Branca, Mata Grande, Olho D’Água do Casado, Piranhas e Delmiro Gouveia;

E a reforma do Hospital Ib Gatto, em Rio Largo.

O governador ainda anunciou que deve iniciar a construção do Hospital da Criança, com 52 leitos.

"