Maceió

Greve: Ministério Público recomenda circulação de 50% da frota de ônibus

01/08/17 - 12h28
Ascom Sintro/AL

O Ministério Público do Trabalho recomendou, em parecer, a manutenção de pelo menos 50% da frota de ônibus urbanos nos horários de pico, durante a greve dos rodoviários, deflagrada na manhã desta terça-feira (1). 

Ao TNH1, a direção do Sinttro/AL informou que a categoria irá decidir se segue a recomendação.

Na assembleia, a categoria decidiu por uma proposta de 6% de aumento dos salários e de 8% de aumento nos tickets de alimentação, mas os empresários recusaram a proposta durante a reunião ocorrida no final da manhã com a categoria no prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

A reunião foi suspensa para que a categoria decida sobre aceitar a proposta inicial dos empresários, onde foi oferecido 4,5% de aumento de salário mais 4,5% de aumento nos tickets de alimentação.

O presidente do TRT, desembargador Pedro Inácio, afirmou que caso os rodoviários não entrem em acordo com os empresários o aumento deverá ir a julgamento de dissídio. “Os ânimos estão muito acirrados e radicalização de lado a lado é muito ruim para a população. Nós estamos aqui tentando resolver essa questão e não penalizar a população. Caso o acordo não seja realizado hoje e a greve persista deveremos decidir ainda hoje sobre qual a porcentagem da frota que deverá ser mantida”, afirmou o presidente.