Mundo

Grupo ataca restaurante na zona diplomática de Bangladesh e faz reféns

01/07/16 - 16h41 - Atualizado em 01/07/16 - 16h42

Um grupo composto por pelo menos nove homens armados atacou o restaurante Holey Artisan Bakery na zona diplomática da capital de Bangladesh, Daca, e está mantendo reféns. O local é costumeiramente frequentado por estrangeiros e não se sabe quantas pessoas estão presas no restaurante.

De acordo com as autoridades, o bando chegou a trocar tiros com as forças de segurança locais. "Nós falamos com algumas pessoas que conseguiram fugir após o ataque. Queremos resolver a situação de forma pacífica. Estamos tentando conversar com os agressores, queremos ouvir suas exigências", afirmou o chefe das forças de elite, Benazir Ahmed. 

Um funcionário do restaurante, Sumon Reza, conseguiu escapar e disse a jornalistas que os agressores estavam com armas de fogo e bombas quando entraram no local. A emissora Jamuna Television, citando Reza, afirmou que o grupo teria gritado "Allahu Akbar" (Deus é grande) quando iniciou o ataque. 

Bangladesh, um país que tem uma maioria muçulmana moderada, tem visto uma onda de violência militante recentemente. Quase duas dúzias de escritores ateus, editores, membros de minorias religiosas e ativistas sociais foram mortos desde 2013 e a frequência dos ataques tem aumentado no últimos meses. Hoje, um funcionário de um templo hindu foi espancado até a morte por pelo menos três pessoas no sudoeste de Bangladesh. 

Os ataques têm elevado os temores de que extremistas religiosos estejam tomando o país, apesar da tradição de secularismo e tolerância de Bangladesh. Fonte: Associated Press.