Polícia

Guarda municipal se rende no Pilar após negociação de 3 horas com a polícia

TNH1 com TV Pajuçara | 26/08/21 - 08h24 - Atualizado em 26/08/21 - 12h11
Reprodução/TV Pajuçara

Após uma negociação de aproximadamente três horas, as forças de segurança conseguiram deter e desarmar um guarda municipal que teria dado disparos de arma de fogo dentro de casa e ameaçado tirar a própria vida no município de Pilar, região metropolitana de Maceió. O caso aconteceu nas proximidades da Praça Padre Cícero, na noite dessa quarta-feira, 25.

O sargento Thiago, do Gerenciamento de Crises da PM, conversou com o repórter Netto Motta, da TV Pajuçara, e explicou como ocorreu o diálogo para a rendição do homem. Ele confirmou que a esposa estava em casa mas conseguiu escapar antes da chegada da polícia e que o guarda municipal permaneceu sozinho no imóvel, armado com uma pistola.

"Recebemos as informações de que aconteceram disparos dentro da casa, e por isso as primeiras guarnições começaram a fazer o primeiro contato com o cidadão. Ele estaria passando por problemas e havia relatado que ia tirar a própria vida", disse o sargento.

"As informações preliminares constam que existia a figura da esposa e que ela havia conseguido fugir. Quando nós chegamos, só se encontrava na residência o cidadão e ninguém mais", continuou.

A polícia confirmou que o guarda municipal aceitou se entregar após longa conversa com as autoridades. "Por segurança, evitamos fazer o contato face a face. Para manter a integridade e a segurança tanto dele, do causador, quanto das equipes envolvidas. Estávamos com suporte com escudo balístico e protegidos por anteparo. Por momentos dialogávamos, mas não conseguíamos visualizá-lo. Como também, mantivemos contato por ligação, por chamada de vídeo".

Agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do 8º Batalhão e do Gerenciamento de Crises da PM, e um grupo da Guarda Civil Municipal e de unidades de Saúde participaram da ação. A pistola foi apreendida no fim da operação.