Polícia

Inquérito responsabiliza Equatorial por morte de adolescente na Praia da Sereia

TNH1 com Ascom PC-AL | 14/01/22 - 11h58 - Atualizado em 14/01/22 - 15h19
Arquivo Pessoal

O delegado Robervaldo Davino, do 6º Distrito da Capital, concluiu e enviou para a Justiça o inquérito que apurou a morte da adolescente Janice Santos de Vasconcelos, de 13 anos, eletrocutada na Praia do Mirante da Sereia, no Litoral Norte de Maceió, em agosto do ano passado. Ele responsabilizou a Equatorial Alagoas, companhia de energia elétrica que atende o estado, pela morte da menina.

A adolescente sofreu a descarga elétrica, na tarde de um domingo, 22 de agosto, na Praia da Sereia, onde estava acompanhada da família. Ela teria tentado socorrer o vizinho, um garoto de apenas oito anos que havia pisado num fio desencapado, e também acabou atingida. Janice chegou a ser socorrida e levada ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu e faleceu.

“Não podemos indiciar a companhia por se tratar de uma empresa, e a legislação penal não permite que se indicie empresas”, explicou Robervaldo Davino.

De acordo com as investigações, o cabo energizado caiu por volta das 14h50 daquele dia, e mesmo avisada, somente às 16h05, a empresa compareceu ao local para providenciar o desligamento da rede. Nesse intervalo, a garota acabou sendo atingida pela descarga elétrica.

“Caberá à Justiça, agora, definir quais punições poderão ser aplicdas à companhia de energia”, completou Davino.

Em nota enviada pela assessoria de comunicação, a Equatorial informou que ainda aguarda ser comunicada oficialmente. 

"Sobre a conclusão do inquérito da Polícia Civil com relação ao acidente que ocorreu no dia 22 de agosto de 2021, na Praia do Mirante da Sereia, a Equatorial Alagoas informa que ainda não foi comunicada oficialmente sobre a conclusão do Inquérito. Apenas após tomar conhecimento do teor da finalização do Inquérito avaliará a situação para, então, adotar as medidas legais cabíveis".