Polícia

Jovens denunciam agressões em suposta abordagem policial na Massagueira

Eberth Lins com TV Pajuçara | 03/03/20 - 13h00 - Atualizado em 03/03/20 - 13h05
Reprodução/ TV Pajuçara

Cinco jovens estiveram na Delegacia de Marechal Deodoro, na Região Metropolitana de Maceió, nessa segunda-feira (02), para denunciar que foram agredidos durante uma suposta abordagem de policiais militares. As agressões teriam acontecido no último sábado (29), na região de Massagueira, quando o grupo voltava de um bloco carnavalesco.

Os jovens, que foram à delegacia acompanhados de familiares, têm entre 19 e 25 anos, e relataram terem sido humilhados e espancados pelos PMs em uma estrada de barro da Massagueira.

Em entrevista à repórter Maria Maciel, da TV Pajuçara, eles disseram ainda que o carro onde estavam foi atingido por dois disparos, que teriam sido efetuados pela guarnição da Polícia Militar.

"Por volta das 19h30 estávamos indo para a Massagueira, quando uma guarnição da Polícia Militar chegou atirando. Eles chegaram com as luzes apagadas, sem identificação alguma e já efetuando disparos. Não recebemos nenhum sinal da polícia para pararmos. Eles me amarraram, me chutaram e colocaram um saco na minha cabeça", relatou Everson Mikael.

"Revistaram a gente, o carro e não encontraram nada. Ainda assim os policiais insistiram em dizer que estávamos lá para 'meter assaltos' e seguiram nos agredindo", denunciou outro jovem. 

O delegado de Marechal Deodoro, Leonan Pinheiro, confirmou que recebeu as denúncias e disse que o caso será investigado."Vamos analisar as versões das vítimas e colher depoimentos dos policiais para dar uma resposta judicial ao caso. Após concluirmos o procedimento, se for o caso, vamos encaminhar à Corregedoria", disse, informando que a investigação deve durar em média 30 dias.

O TNH1 entrou em contato com a Polícia Militar, que disse ainda não ter sido foi informada oficialmente sobre o caso e que a ocorrência foi registrada dentro da legalidade.

"O comando da 5ª Companhia de Polícia Militar Independente (CMP/I), que é a unidade responsável pelo policiamento da região, relata que a abordagem se deu após uma denúncia anônima contra um grupo suspeito. A ocorrência foi devidamente registrada e, segundo o relato dos militares, ocorreu dentro da legalidade e dos padrões operacionais. O Comando-geral reitera ainda que não compactua com nenhum desvio de conduta por parte dos seus integrantes e, em casos semelhantes a este, realiza a devida apuração junto à Corregedoria-Geral da Instituição", disse a PM, por meio da assessoria de imprensa.  

Assista às reportagens da TV Pajuçara com a versão dos jovens e com o que disse o delegado de Marechal Deodoro: