Alagoas

Lei Seca recolheu 959 habilitações só este ano em Alagoas

12/07/16 - 10h50 - Atualizado em 12/07/16 - 11h13
Divulgação

Ao longo dos últimos seis meses, a Operação Lei Seca recolheu 959 carteiras de habilitação de pessoas flagradas dirigindo sob efeito de álcool, em cidades de Alagoas.

Dados do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), apresentados nesta segunda (11), revelaram que a embriaguez ao volante gerou ainda 509 apreensões de veículos.

Nos primeiros seis meses deste ano, conforme a coordenação da Lei Seca, foram abordados 11.204 veículos e 11.657 pessoas foram submetidas ao teste do etilômetro.

Um total de 731 pessoas se recusaram a fazer o teste e 408 foram autuadas por situações de alcoolemia.

Aumento é preocupante

Os números são considerados preocupantes pelo Detran, em comparação com os índices do ano passado. Foram 125,4% mais prisões em flagrante neste semestre comparado com o mesmo período do ano passado.

Foram 20,6% mais testes de alcoolemia e 93,2% mais condutores flagrados inabilitados.

O coordenador da Operação Lei Seca, tenente Emanuel Costa, explica que o número de prisões em flagrante cresceu por causa da intensificação e interiorização da operação, que está sendo levada para diversas cidades com o mesmo padrão das realizadas na capital.

“Estamos realizando operações de forma intensificada e em pontos estratégicos, tanto na capital quanto no interior. E o aumento no número de flagrantes também é consequência da chegada do pessoal da inteligência do Detran que está trabalhando conosco com o propósito de salvar mais vidas e tirar os motoristas irresponsáveis do trânsito”, destacou o coordenador.