Maceió

Maceió se destaca como uma das capitais mais transparentes no combate à pandemia

TNH1 | 15/08/20 - 17h39 - Atualizado em 15/08/20 - 17h52
O secretário municipal de Saúde, José Thomaz Nonô | Divulgação

Investimento de recursos de forma transparente e disponibilização de dados para a população coloca Maceió entre as capitais mais transparentes no combate à Covid-19

Com diversos investimentos da saúde municipal no combate à pandemia da covid-19, Maceió conquistou o 4° lugar nacional e 2° lugar no Nordeste, no ranking que mede o desempenho da transparência de dados relacionados ao novo Coronavírus. A avaliação é da organização Open Knowledge Brasil (OKBR), que avalia a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia que têm sido publicados pela União. 

No período de 14 a 26 de agosto, a capital alagoana alcançou 92 pontos, subindo quatro pontos desde a última avaliação, realizada no dia 29 de julho, na qual somava 88 pontos. Ocupando o 4° lugar, Maceió fica atrás apenas de Manaus (AM), Vitória (ES) e João Pessoa (PB).

De acordo com o secretário municipal de Saúde, José Thomaz Nonô, o bom desempenho de Maceió está relacionado ao empenho da gestão nas ações relacionadas ao combate à Covid-19."Estamos diuturnamente trabalhando no combate a pandemia e promover a transparência é outro cuidado que devemos ter, afinal a população precisa ter acesso às informações, e a gestão tem que cumprir o seu papel de investir o recurso adequadamente", destaca o gestor.

Os recursos destinados ao combate à pandemia na capital foram investidos na ampliação de leitos de internação, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), insumos e equipamentos de uso permanente para as Unidades de Referência em Síndromes Gripais, contratação de profissionais, aquisição de testes, medicamentos, materiais de limpeza e locação de ambulâncias.

Critérios utilizados na avaliação

Alguns dos critérios utilizados para a avaliação dos índices de transparência foi a publicação diária dos casos notificados da doença, evolução e série histórica desses casos, com detalhamento de suspeitos, confirmados, descartados e óbitos. A esses dados também foram associados a faixa etária mais acometida pela Covid-19, o sexo, a presença de doenças preexistentes, raça/cor, etnias indígenas e profissionais de saúde.

Outro critério importante foi a disponibilização da quantidade de testes aplicados e disponíveis para a população, assim como a capacidade de testagem do município, de leitos clínicos e de UTI existentes. O detalhamento da ocupação desses leitos e quantidade casos da doença por unidade de saúde também foram critérios importantes para garantir a avaliação positiva do município. 

Acesso aos dados

A forma de acesso aos dados relacionados à Covid-19 disponibilizados por Maceió ajudou a capital a subir no ranking da transparência da Open Knowledge Brasil (OKBR). A Diretoria de Vigilância em Saúde (SMS) atualiza diariamente no portal da Prefeitura de Maceió os Boletins Epidemiológicos e o Painel Covid-19, duas importantes ferramentas de acesso aos dados pela população.

A existência desses painéis de visualização pública e de etapas de navegação necessárias para que todas as informações sobre Covid-19 sejam encontradas, assim como a possibilidade de download desses dados de painéis e boletins e a explicação detalhada da fonte de dados e informações, foram fundamentais para a avaliação positiva de Maceió.

Os painéis e boletins podem ser acessados em: http://www.covid19.maceio.al.gov.br/pages/principal.faces e http://www.maceio.al.gov.br/sms/boletim-coronavirus/