Saúde

Médico alagoano explica período para imunização após 2ª dose da vacina contra Covid-19

João Victor Souza com Rádio Pajuçara FM Maceió | 09/03/21 - 11h54 - Atualizado em 09/03/21 - 12h07
Dr. Rodrigo Montenegro | Divulgação/Assessoria

Até essa segunda (08), 124.729 alagoanos já haviam sido vacinados contra a Covid-19. Apesar do número, muitos ainda não podem dizer que estão realmente imunizados. O motivo é que o organismo inicia a produção de anticorpos contra a doença apenas 15 dias após a segunda dose.

Diretor-geral do Hospital Escola Doutor Hélvio Auto, o médico Rodrigo Montenegro, esclareceu, durante entrevista à Rádio Pajuçara FM Maceió, que os estudos mostram que, apesar de vacinada, a pessoa deve esperar o período mínimo de duas semanas para se sentir protegida.

Montenegro reforçou que mesmo depois das semanas para adquirir imunidade, o vacinado deve seguir com os cuidados e com o cumprimento das medidas sanitárias.

"A imunidade é adquirida 15 dias após a segunda dose, aí você fica protegido com relação às formas graves do vírus, porém você pode entrar em contato novamente com o vírus e transmitir para outras pessoas. Então é fundamental manter todos esses cuidados de distanciamento, de uso de máscara, de lavagem de mãos... Você pode ser uma pessoa portadora do vírus e contaminar outras pessoas", destacou.

O médico também explicou que, como a vacina de Oxford tem 70% de eficácia, a pessoa vacinada com anticorpos pode ser infectada com a nova cepa do vírus, considerada mais agressiva, porém ela vai ter reações leves. 

"A maioria de pessoas [vacinadas] que tiver contato com o vírus vai ser de forma leve. O que chama a atenção é que, diferente dos primeiros meses da pandemia, ela [a nova cepa] está comprometendo pacientes mais jovens e com agressividade. Então, mais uma vez reforço a importância de manter os cuidados", disse.

"Não tem previsão de quando vai voltar ao normal. Mesmo vacinado, você vai ter que manter os cuidados para evitar contaminar outras pessoas. Estamos em pleno pico da segunda onda, é uma doença relativamente nova e estamos aprendendo diariamente com a evolução dela", acrescentou o médico.

Ontem, foram registradas novas 15 mortes em Alagoas, de acordo com o Boletim Epidemiológico da Sesau. A cada dia o número tem aumentado. Ao todo, o Estado tem 3.102 óbitos por Covid-19. O número de casos chegou a 136.107. Desses, 129.328 pacientes já se recuperaram da doença.