Saúde

Ministério da Saúde aponta queda na cobertura vacinal para menores de 15 anos em Maceió

Secom Maceió | 06/10/21 - 11h38 - Atualizado em 06/10/21 - 11h43
Arquivo/Secom Maceió

O município de Maceió registrou, em 2020, uma queda de cerca de 20% na cobertura preconizada para crianças e adolescentes de 0 a menos de 15 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias). A informação faz parte no levantamento de cobertura de vacinação de todo o país, realizado anualmente pelo Ministério da Saúde (MS), divulgado esta semana. 

Buscando reduzir esse percentual, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou, na última sexta-feira (1°), a Campanha de Multivacinação, que tem o objetivo de aumentar a procura por vacinação nas unidades de saúde do município, para evitar que doenças erradicadas voltem a atingir a população. 

A atualização da situação vacinal é relevante para aumentar a proteção contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos e hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e óbitos. A mobilização nacional é uma estratégia adotada pelo Ministério da Saúde e realizada com sucesso desde 1980. A campanha acontece em todo o território nacional, incluindo a capital alagoana.  

De acordo com a gerente de Imunização do Programa Nacional de Imunização (PNI) do município, Sandra Ferreira, a queda também teve influência da pandemia da Covid-19 e do movimento antivacina. “A pandemia da Covid-19 contribuiu para a queda das coberturas vacinais. Os responsáveis pelas crianças e adolescentes se sentiram receosos em levar seus filhos às unidades de saúde para a realização da vacinação, como também os adeptos do movimento anti-vacina, que prejudicam e influenciam negativamente a cobertura de vacinação”, explica. 

Sandra reforça que a imunização é importante porque faz com que o organismo dessas crianças e adolescentes crie uma defesa contra uma série de doenças que podem causar grandes efeitos negativos na saúde, além de ser um importante componente na proteção individual e coletiva da população. 

Campanha de Multivacinação - Estarão disponíveis nas unidades de saúde as vacinas BCG, Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP (Vacina Oral Poliomielite), Febre amarela, Tríplice viral (Sarampo, rubéola, caxumba), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano). 

Os adolescentes, especificamente, deverão tomar as vacinas HPV, dT (dupla adulto), Tríplice viral, Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada), seguindo a marcação que ainda não foi atualizada na caderneta de vacinação.