Alagoas

Ministério Público denuncia Coordenador de Transportes da Prefeitura de Marechal Deodoro

Redação TNH1 | 10/10/19 - 10h02 - Atualizado em 10/10/19 - 10h05
Thiago (sem camisa) foi detido por desacato em abril deste ano | Arquivo TNH1

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE-AL) ofereceu denúncia contra o coordenador de transportes do município de Marechal Deodoro, Thiago Henrique Gondim Torres, que teria desacatado policiais no dia 13 de abril deste ano. A informação foi confirmada pela assessoria do órgão, nesta quinta-feira, 10.

Thiago Henrique foi detido e levado para uma delegacia em Maceió, junto com o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, André Luiz Barros da Silva (PSD), após vizinhos denunciarem um incômodo som alto que vinha da casa do coordenador. Os militares que foram até a residência dele informaram que foram ameaçados, agredidos verbalmente e que Thiago estava aparentemente embriagado.

De acordo com o MPE-AL, a denúncia apresentada foi de resistência, previsto no Art. 329 do código penal e perturbação do sossego alheio - Art. 42, III do Decreto-Lei 3.688/41. A promotora Amélia Adriana de Carvalho informou na decisão que houve provas de autoria e materialidade e, com isso, o  órgão requeriu à Justiça a instauração da ação penal contra Thiago Henrique. 

A denúncia também se deu após depoimentos das testemunhas. Já o denunciado afirmou, perante a autoridade policial, que estava com equipamento sonoro ligado em alto volume, porém, com a chegada da polícia desligou o equipamento.

Ouvida, a Prefeitura, por meio de assessoria de comunicação, disse que não iria comentar a denúncia do Ministério Público, porque o fato não teria ocorrido no horário de expediente do servidor. 

O TNH1 entrou em contato com Thiago Henrique, que informou não ter sido notificado sobre a denúncia. “Eu prefiro aguardar receber a notificação para poder falar. Meus advogados estão à frente, e desde quando aconteceu o fato, não tenho conhecimento de como anda o processo”, disse.