Maceió

Moradores bloqueiam Avenida Assis Chateaubriand em protesto após aumento na tarifa de energia

Redação TNH1 | 09/05/22 - 17h49 - Atualizado em 10/05/22 - 11h42

Moradores da Vila dos Pescadores bloquearam os dois sentidos da Avenida Assis Chateaubriand, no Trapiche da Barra, por cerca de uma hora na tarde desta segunda-feira, 9, em Maceió. Eles protestaram contra os altos valores cobrados nas contas de energia. 

O grupo de manifestantes ateou fogo em pneus para conseguir bloquear o trânsito, o que gerou congestionamento nas ruas da região entre 16h30 e 17h30. Segundo o Gerenciamento de Crises da Polícia Militar, os moradores alegam que são de baixa renda e que as tarifas cobradas nas contas estão cada vez mais caras. 

"Eles alegam que as contas estão vindo muito altas e que falaram várias vezes com a Equatorial, visando reduzir esses valores que eles consideram muito altos. Eles alegam que são pescadores e que a renda não é alta. Eles querem encontrar uma alternativa, porque se não vai acontecer o que está acontecendo com muita gente, que é o desligamento de energia. Eles precisam ter essa energia porque são pescadores, saíram do Jaraguá e precisam ter os freezers para manter o material conservado", disse ao TNH1 o capitão Thiago. 

A PM conseguiu desmobilizar o ato e foi agendada uma reunião entre os manifestantes e a Equatorial para esta terça-feira, 10, às 11h. O Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar as chamas nos pneus e realizar o rescaldo na pista, que foi totalmente liberada em seguida. 

A reportagem entrou em contato com a Equatorial, mas o posicionamento da empresa sobre o assunto foi dado apenas nesta terça-feira, 10. Veja abaixo na íntegra:

"A Equatorial Alagoas informa, que tem disponibilizado atendimento na comunidade Vila dos Pescadores e que está à disposição dos moradores para analisar cada caso individualmente. 

Cabe lembrar que a conta de energia que chega a casa dos consumidores é resultado do produto do consumo e da tarifa de energia elétrica. 

Sobre a parcela da tarifa de energia, esclarecemos que este valor é definido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e que os impostos que incidem sobre a conta de luz, bem como a contribuição de iluminação pública, são definidos pelos poderes públicos estadual e municipal respectivamente cabendo a Distribuidora apenas arrecadar e repassar esses valores integralmente aos órgãos competentes. 

Com relação a parcela do consumo, a empresa reforça que esta parcela está associada aos hábitos de consumo de cada cliente e a condição dos circuitos e equipamentos instalados dentro das residências.

Nesse sentido a Distribuidora realiza ações de conscientização com foco no uso seguro e racional da energia elétrica. Além disso a Equatorial também tem trabalhado para estimular os clientes a realizarem o cadastro na Tarifa Social Baixa Renda, que oferece descontos de até 65% na conta de luz. 

Mais de 400 mil pessoas já recebem o benefício em Alagoas. A Distribuidora ressalta que tem realizado ações de trocas de geladeiras e lâmpadas por equipamentos mais eficientes e que contribuem para uma redução no consumo de seus clientes. 

A empresa reforça ainda, a importância do cliente acompanhar diariamente o seu consumo através do medidor ou terminal de leitura instalado nas unidades consumidoras para assegurar que pequenos hábitos diários de economia de energia façam a diferença no final do mês. 

Por fim a Equatorial informa que a qualquer momento o cliente pode solicitar uma análise da sua fatura junto à empresa. Para isso, basta entrar em contato com os canais de atendimento disponibilizados e solicitar o serviço."