Maceió

Moradores fecham rua com lixo em protesto contra descarte irregular

Dayane Laet | 06/11/19 - 11h06 - Atualizado em 06/11/19 - 16h08
Moradores usaram lixo para protestar | Cortesia ao TNH1

Moradores da Rua Bezerra de Menezes, no bairro do Poço, em Maceió, usaram entulho para denunciar o descarte irregular de lixo nesta quarta-feira (6), na região.

De acordo com uma das moradoras, que pediu para não ter seu nome divulgado, a prefeitura realiza a coleta nos dias previstos. “O problema é que moradores de outras ruas trazem os detritos para a Bezerra de Menezes e termina ficando tudo sujo no mesmo dia”, explicou. 

A rua, que fica próximo à praça 13 de Maio, foi interditada na tentativa de chamar a atenção para a falta de educação dos moradores. 

A Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) informou, por meio de nota, que a coleta de resíduos no bairro é realizada todos os dias pela noite. Leia na íntegra:

Responsável pela gestão da limpeza urbana de Maceió, a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) informa que a coleta de resíduos no bairro Poço é realizada diariamente no período noturno. O acúmulo registrado na região próxima à Praça 13 de Maio é decorrente do descarte irregular por parte dos moradores, sendo um ponto de lixo crônico já mapeado pela Sudes e com limpeza regular. 

Para coibir a prática, o órgão da Prefeitura tem realizado ações de educação ambiental e vai reforçar as ações de fiscalização com base no novo Código Municipal de Limpeza Urbana, que prevê multa de R$ 120,00 a R$ 30 mil por descarte irregular. As punições, conforme o código, podem ser aplicadas ao cidadão e empresas flagradas, com valores variados de acordo com a gravidade da infração. 

Além disso, a Sudes disponibiliza gratuitamente à população o serviço de coleta de volumosos - a exemplo de móveis e eletrodomésticos, que são resíduos normalmente descartados nos pontos de lixo crônico semelhantes ao da Praça 13 de Maio. Para solicitar a coleta, basta o cidadão ligar para o número 0800 082 2600 ou enviar mensagem pelo Whatsapp ao número 98802-4834. A partir da solicitação, uma equipe é encaminhada à casa do cidadão em até cinco dias úteis.