Polícia

MP cumpre mandados na prefeitura de Delmiro Gouveia

TNH1 com Assessoria | 15/03/19 - 10h04 - Atualizado em 15/03/19 - 10h45
Agentes cumprem mandados na prefeitura | Cortesia ao TNH1

Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumprem mandados de busca e apreensão na prefeitura de Delmiro Gouveia, Sertão de Alagoas, nesta sexta-feira (15).

De acordo com informações preliminares, a investigação apura denúncias de fraudes nos processos de licitação, a partir do ano de 2017. O prejuízo pode chegar a R$ 20 milhões.

As Secretarias Municipais de Finanças, Administração e na Comissão Permanente de Licitação também estão sendo vistoriadas. O crime ocorria com a parceria de empresas nas áreas de locação de veículos e maquinário, escritórios de contabilidade e de gerenciamento de contratos e prestadoras de serviço para aquisição de combustível e de produtos de laboratório.

A operação está sendo comandada pelo procurador-geral de justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, pelos promotores de Assessoria Técnica do MPE/AL, Vicente Porciúncula, Humberto Bulhões e Luiz Tenório, e pelos promotores de justiça de Delmiro Gouveia João Batista Santos Filho e Bolivar Cruz Ferro.

Equipe realiza apreensão de documentos na prefeitura / Assessoria MPE

A medida cautelar foi deferida, a pedido de Alfredo Gaspar, pelo desembargador José Carlos Malta Marques.

O prefeito de Delmiro, conhecido na cidade como Padre Eraldo (PSD), ocupa o cargo desde 2016. O TNH1 tentou contato com a assessoria, mas as ligações não foram atendidas.