Polícia

Notícia de que assassino de ator Rafael Miguel foi preso no interior de Alagoas é falsa

Redação TNH1 com BR-104 | 17/07/19 - 20h56
Reprodução

Circula pelas redes sociais a informação de que Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, acusado de assassinar o ator Rafael Miguel, de 22 anos, e seus pais, João Alcisio Miguel, 52, e Mirian Selma Miguel, 50, havia sido preso no município de São José da Laje, Zona da ata de Alagoas. A informação, porém, não é verdadeira.

De acordo com um agente do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de São José da Laje, o que aconteceu, de fato, foi que um homem supostamente parecido com Paulo foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos. A semelhança fez com que o boato rapidamente circulasse nas redes sociais. A assessoria da Polícia Civil também desmentiu a informação.

Paulo está foragido desde o crime, ocorrido no dia 09 de junho. Em 26 de junho, a Polícia Civil (PC) de São Paulo encontrou peças de motos em uma loja que fica na estrada dos Alvarengas, zona sul de São Paulo. Também foram encontradas centenas de peças automotivas sem procedência em um desmanche de carros que pertenceria a ele.

O material apreendido (lacres e tarjetas de placas e módulos de acionamento de partida de veículos) foi recolhido para análise. Na fachada da loja de Cupertino, pichadores escreveram “seu monstro” e “assassino, aparece”.

"