Alagoas

Operação cumpre mandados contra advogados suspeitos de esquema em transferências de presos

Ana Carla Vieira | 03/06/20 - 12h12 - Atualizado em 03/06/20 - 16h05
Foto: Arquivo TNH1

A operação "Bate e Volta", deflagrada pela Delegacia de Investigações e Capturas (Deic), na manhã desta quarta-feira (03), cumpriu mandados contra advogados criminais de Alagoas. Três advogados foram presos e um outro permanece foragido, segundo a polícia.

Os detidos foram levados para a sede da Deic, onde estão sendo interrogados e ficarão à disposição da Justiça.

De acordo com informações obtidas pelo TNH1, os advogados são suspeitos de participar de um esquema de transferências de presos entre as unidades do estado. 

Segundo a Polícia Civil, a operação foi destinada a coibir possível prática de crimes de extorsão, tráfico de influência e associação criminosa, que atuava para obter prováveis decisões favoráveis a transferência de presos de um presídio para outros. 

A investigação foi coordenada pelos delegados Gustavo Henrique, Cayo Rodrigues e José Carlos e teve como objetivo cumprir mandados de prisão temporária expedidos pela 10ª Vara Criminal da Capital. O trabalho investigativo foi iniciado a partir de provocação da 16ª Vara Criminal da Capital.

Por meio de nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Alagoas, informou que ainda não tem detalhes da operação. Confira a nota na íntegra: 

"A OAB/AL informa que ainda não possui detalhes acerca da operação da Polícia Civil realizada nesta quarta-feira (03), que culminou na prisão de advogados. Nada obstante, a Ordem destaca que a Diretoria de Prerrogativas está acompanhando todos os desdobramentos para garantir que os profissionais tenham suas prerrogativas respeitadas, bem como que lhe seja assegurado o amplo direito de defesa."