Polícia

Operação na 'Rua Fechada' flagra venda e consumo de álcool por menores de idade

TNH1 com Ascom Semscs | 20/09/21 - 11h31 - Atualizado em 20/09/21 - 12h05
Adolescentes foram flagrados consumindo bebida alcoólica | Foto: João Victor Barroso / Ascom Semscs

Um homem foi preso em flagrante fornecendo bebida alcoólica para duas adolescentes na Rua Fechada, na Praia de Ponta Verde, nesse domingo (19). A polícia também identificou um caso de tráfico de drogas no local e duas pessoas, também maiores de idade, foram presas. Todos foram levados à Central de Flagrantes, no bairro Pinheiro. Para garantir a segurança de crianças e adolescentes que frequentam a Rua Fechada, a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) participou de uma ação integrada para coibir o consumo de álcool por menores de idade. A ação foi convocada pela 28ª Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL). Também estiveram presentes agentes da Guarda Municipal de Maceió, da Polícia Militar de Alagoas e da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Bebidas foram confiscadas na ação. Foto: João Victor Barroso / Ascom Semscs

A operação aconteceu após os órgãos envolvidos receberem diversas denúncias de venda e consumo de álcool e drogas para menores de idade na região da orla da Ponta Verde. De acordo com Thiago Prado, titular da Semscs, durante a operação, foram apreendidas e descartadas várias garrafas de bebidas alcoólicas que estavam sendo consumidas por menores de idade. “O artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente prevê crime a venda e fornecimento de bebida alcoólica, mesmo que gratuitamente, para menores de idade com pena prevista de até quatro anos. Além da identificação do consumo de bebidas alcoólicas por crianças e adolescentes, também orientamos os ambulantes para que não realizem a venda desses produtos para menores de idade”, destacou Thiago Prado, ao afirmar que essa foi uma primeira etapa da operação.

Quem foi orientado pelas equipes da Semscs e aprovou a ação foi Erisvaldo Nascimento, mais conhecido como Seis Horas. Para o ambulante, que já trabalha na orla da Ponta Verde há 12 anos junto com a esposa Ozana, as equipes da fiscalização estão de parabéns pela iniciativa. “Precisamos de mais ações desse tipo, para conscientizar a população e os comerciantes de que é crime vender bebida alcoólica para crianças e adolescentes. A atitude precisa ser de todos para que, assim, a gente consiga preservar os jovens da nossa cidade”, afirmou o comerciante.

Segundo o coordenador de fiscalização da 28ª vara da infância e juventude, essas ações de combate serão permanentes na região, em especial durante o projeto Domingo de Lazer. “A respeito dos adolescentes que foram identificados consumindo bebida alcoólica, os pais dos menores foram chamados e orientados a como proceder. Essas ações são para proteger os menores de abusos que possam ser cometidos seguindo o Estatuto da Criança e do Adolescente”, disse Humberto Campos.