Polícia

Operação recolhe 70 celulares sem nota fiscal na Feira do Rato; homem é preso

TNH1 | 28/04/21 - 10h33 - Atualizado em 28/04/21 - 11h03
Cortesia

Uma operação policial realizada na manhã desta quarta-feira, 28, na Feira do Rato, no bairro de Levada, resultou na prisão de uma pessoa e na apreensão de celulares e tablets sem notas fiscais.

A ação denominada "Rato Morto" contou com agentes da Delegacia Especializada de Roubos da Capital (DERC), sob coordenação do delegado Leonam Pinheiro, e do 1º Batalhão da Polícia Militar.

Segundo Leonam Pinheiro, o objetivo da operação foi reprimir os receptadores e evitar que mercadorias roubadas fossem colocadas à venda. Ao todo, 70 celulares sem origem compravada foram retirados do comércio. 

"Os receptadores são aqueles que adquirem produtos de furto e de roubo para comercializar. A receptação por si só já é crime, e quem faz isso é aquele que financia o crime, que incentiva o bandido a colocar a arma na cabeça do cidadão de bem, e retirar dele o celular ou outro bem", disse Pinheiro.

"Através da operação, que mais do que uma finalidade repressiva, tem uma finalidade preventiva, que é inibir este tipo de conduta. Vamos fazer isso prendendo e apreendendo essas mercadorias roubadas, e incomodando quem devemos incomodar", continuou o delegado.

Durante o trabalho da polícia, um homem que descumpria prisão domiciliar foi capturado pelos agentes da DERC. Ele responde pelo crime de tráfico de drogas.

O material apreendido foi encaminhado para a delegacia para os procedimentos necessários.