Maceió

Passageiros de coletivo em Maceió se agridem fisicamente por conta de uso de máscara

TNH1 | 05/06/21 - 15h11 - Atualizado em 05/06/21 - 15h34
Cortesia ao TNH1

Apesar de ser uma das mais importantes formas de proteção contra à Covid-19, o uso de máscara ainda encontra resistência, chegando a causar desentendimentos. Foi o que aconteceu na tarde deste sábado (05) em um ônibus que fazia a linha Benedito Bentes/Trapiche, em Maceió.

A confusão começou quando um homem abordou uma mulher para pedir que ela colocasse a máscara, já que se encontrava em um transporte coletivo. A mulher, de aproximadamente 50 anos de idade, se recusou e começou a discussão que terminou com chutes e pontapés.

Um dos passageiros que presenciou a discussão gravou vídeo de momentos após o atrito entre os dois. Veja abaixo.

Alguns passageiros contaram que a mulher já é conhecida por resistir em usar máscara.

Apesar do tumulto, ninguém procurou a polícia, e a confusão terminou onde começou, dentro do ônibus.

Uso de máscara é obrigatório por lei

Apesar da confusão, a exigência do passageiro é respaldada por lei. Desde o dia 20 de abril o uso de máscara de proteção em espaços públicos em Alagoas se tornou obrigatório com a Lei Nº 8.407, sancionada pelo governador Renan Filho. A norma tem validade  enquanto estiver em vigência o Decreto Estadual que disciplina o distanciamento social no Estado.

De acordo ainda com a Lei, considera-se espaço público os lugares abertos ao público ou de uso coletivo, tais como:  veículos de transporte coletivo, os parques, praças e praias; vias públicas, pontos de ônibus, terminais de transporte coletivo, rodoviárias, portos e aeroportos,  táxi e transporte por aplicativos, repartições públicas, estabelecimentos comerciais, industriais, bancários, empresas prestadoras de serviços e quaisquer estabelecimentos congêneres, além de outros locais em que possa haver aglomeração de pessoas.