Saúde

Pfizer e BioNTech assinam acordo para fabricação de vacinas contra Covid-19 no Brasi

26/08/21 - 10h33 - Atualizado em 26/08/21 - 10h39
Pfizer e BioNTech | Foto: Justin Thallis

A Pfizer e a BioNTech anunciaram nesta quinta-feira 26 a assinatura de uma carta de intenção com a farmacêutica brasileira Eurofarma para o início de produção da vacina contra a Covid-19 no Brasil.

Segundo o acordo, a Eurofarma receberá o produto de instalações nos Estados Unidos e a fabricação das doses acabadas terá início em 2022.

“Em plena capacidade operacional, a produção anual deverá exceder 100 milhões de doses. Todas as doses serão distribuídas exclusivamente na América Latina”, afirma a nota divulgada à imprensa. 

O presidente e CEO da Pfizer, Albert Bourla, reafirmou o compromisso de democratização do acesso às doses dos imunizantes. 

“Nossa nova colaboração com a Eurofarma expande nossa rede global de cadeia de suprimentos – nos ajudando a continuar fornecendo acesso justo e equitativo à nossa vacina. Continuaremos a explorar e buscar oportunidades como esta para ajudar a garantir que as vacinas estejam disponíveis para todos os que precisam”, disse.

Até o momento, a Pfizer e a BioNTech enviaram mais de 1,3 bilhão de doses da vacina para mais de 120 países e territórios em todas as regiões do mundo.

O imunizante da Pfizer, o primeiro a ser aprovado no Brasil, possui autorização de uso emergencial nos Estados Unidos, Canadá e outros países. 

No Brasil, segundo dados do Localiza-SUS, o imunizante já foi aplicado em 17,5% da população, o equivalente a mais de 30 milhões de pessoas.