Polícia

PM dispersa aglomeração e usa balas de borracha para evitar agressão a jovem no Vergel

Redação TNH1 | 16/01/21 - 15h04
Reprodução / Redes Sociais

Após circular nas redes sociais, na noite dessa sexta-feira (15), imagens da Polícia Militar dispersando aglomeração e utilizando bala de borracha na região da Praça Padre Cícero, bairro do Vergel do Lago, parte baixa de Maceió, a assessoria da PM emitiu nota para esclarecer o ocorrido. 

De acordo com a corporação, militares do 1º Batalhão foram acionados para averiguar denúncias de aglomeração e perturbação do sossego. Quando as pessoas começaram a dispersar após orientação dos policiais, os militares viram de longe uma mulher sendo agredida em uma das ruas. 

"Após serem acionadas pelo Centro de Operações da PM (Copom), que recebeu diversas denúncias, as guarnições se dirigiram ao local e constataram perturbações do sossego. As pessoas dispersaram após diálogo com os militares. No entanto, durante a evacuação, as guarnições avistaram numa rua próxima uma agressão a um jovem. Para conter a ação delituosa e por causa da distância, visando preservar a vida da vítima, os agentes da Segurança Pública efetuaram disparos de munição de baixa letalidade pra conter os infratores, que se evadiram. A vítima dos agressores não quis oficializar a denúncia", diz trecho da nota disponibilizada pela assessoria da PM. 

Confira a nota na íntegra. 

"A Polícia Militar informa que tem realizado diversas ações para dar efetividade às notícias de perturbação do sossego alheio. Somente no ano passado, foram mais de setenta (70.000) mil ocorrências no sistema 190. Neste ano, uma das ações foi registrada, na noite dessa sexta-feira (15), pelo 1º BPM na região da Praça Padre Cícero, no bairro Vergel do Lago, na parte baixa de Maceió. 

Após serem acionadas pelo Centro de Operações da PM (Copom), que recebeu diversas denúncias, as guarnições se dirigiram ao local e constataram perturbações do sossego. As pessoas dispersaram após diálogo com os militares.

No entanto, durante a evacuação, as guarnições avistaram numa rua próxima uma agressão a um jovem. Para conter a ação delituosa e por causa da distância, visando preservar a vida da vítima, os agentes da Segurança Pública efetuaram disparos de munição de baixa letalidade pra conter os infratores, que se evadiram. A vítima dos agressores não quis oficializar a denúncia.

A Corporação solicita ainda que as pessoas continuem noticiando situações como a flagrada nessa sexta através dos números 190 e 181 para permitir uma atuação cada vez mais preventiva das forças de segurança de Alagoas".