Polícia

PM divulga suspensão de cabo envolvido na morte de padeiro em Cruz das Almas

Redação TNH1 | 09/10/19 - 09h34 - Atualizado em 09/10/19 - 09h37
Reprodução

A Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) divulgou, no Boletim Geral Ostensivo (BGO) da corporação na última segunda, 07, a suspensão de Clevison de Almeida Teixeira da função de cabo. Ele foi o autor do disparo que matou o padeiro Marcos Firmino dos Santos, na Avenida Gustavo Paiva, em Cruz das Almas, no último dia 22.

A decisão esclarece que o comandante do servidor ficou responsável por dispensá-lo do cargo, além de fazer com que ele cumpra a determinação da sentença, como a responsabilidade de acompanhar as atividades nas demais medidas decretadas. A corporação também vai verificar a situação de interrupção na remuneração e na contagem do tempo de serviço de Clevison.

No dia 1º de outubro, a Justiça havia determinado o afastamento do PM. A decisão também suspendeu o porte ou posse de arma do policial, e o proibiu de exercer a atividade de segurança privada. Além disso, Clevison terá que comparecer mensalmente em juízo para informar suas atividades, e está impedido de se ausentar da Comarca de Maceió.

O magistrado ressaltou o aparente despreparo do policial, “diante da ação exacerbada que ceifou a vida de um trabalhador e colocou em risco a vida de diversas outras pessoas em uma movimentada avenida de Maceió, valendo-se de arma de fogo da corporação durante serviço particular que lhe é vetado”.

O caso

Marcos Firmino dos Santos foi atingido por um dos disparos efetuados pelo cabo Clevison de Almeida Teixeira, dia 22O militar confessou o crime quando prestou depoimento à polícia. Ele disse que atirou cinco vezes contra supostos bandidos, e que agiu para proteger pessoas que estavam sendo roubadas. A arma usada por ele, que fazia um bico de segurança em uma loja em Cruz das Almas, é de propriedade da Polícia Militar.