Nordeste

PM é expulso da corporação após matar filho em discussão com a esposa

Correio Braziliense | 05/07/22 - 20h56
Moisés Francisco de Lima Carvalho atirou contra os dois filhos quando eles tentaram intervir na briga dele com a esposa | Foto: Reprodução/PM

O 3º sargento da Polícia Militar de Pernambuco, Moisés Francisco de Lima Carvalho, foi expulso da corporação após três anos de ter sido acusado de ter matado o próprio filho durante uma discussão com a esposa. O crime aconteceu em dezembro de 2018 no bairro Cordeiro, Zona Oeste da capital Recife.

A decisão de excluir Moisés da corporação foi tomada pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social e publicada em portaria nesta sexta-feira (2/7). De acordo com a investigação, durante a discussão, Moisés atirou com uma arma de fogo contra os dois filhos, um de 24 anos e outro de 27, quando eles tentaram intervir na briga do casal. O filho mais velho foi atingido no braço e o outro, no abdômen. O caçula chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu.

Segundo a decisão, o processo revelou "a prática de condutas que defenestraram a honra pessoal, o pundonor militar e o decoro da classe, razão pela qual, reputa ao respectivo aconselhado a incapacidade de permanecer integrando as fileiras da corporação."

Moisés ainda é réu na Segunda Vara do Tribunal do Júri Capital.